Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Obras na linha da Beira Alta obrigam a corte de trânsito no IP3 em Santa Comba Dão

Obras na linha da Beira Alta obrigam a corte de trânsito no IP3 em Santa Comba Dão

O Itinerário Principal 3 (IP3) vai estar cortado ao trânsito entre 10 e 13 de janeiro e, depois, condicionado por um período de sete meses, na zona de Santa Comba Dão, anunciou as Infraestruturas de Portugal (IP).

“A Infraestruturas de Portugal informa que, por forma a permitir a execução dos trabalhos de substituição do viaduto ferroviário sobre o IP3 (Km 83,8), em Santa Comba Dão, será necessário proceder ao condicionamento do trânsito no IP3”, refere uma nota de imprensa.

 A IP refere que “a intervenção é desenvolvida no âmbito da empreitada de modernização do troço da Linha da Beira Alta entre Santa Comba Dão e Mangualde atualmente em curso”.

O presidente da Câmara Municipal de Viseu, Fernando Ruas, disse aos jornalistas que lhe tinha chegado a informação na manhã, por parte da IP, e aproveitou para manifestar a sua “preocupação” em relação à ligação a Coimbra.

Neste sentido lembrou o autarca que “é uma injustiça” o Governo dizer que faz um “grande investimento no distrito” de Viseu, no que diz respeito à linha ferroviária, “quando na realidade “só afeta cinco concelhos”, dos 24.

Mortágua, Santa Comba Dão, Carregal do Sal, Nelas e Mangualde e, “se for na CIM [Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões], são quatro, porque Mortágua pertence à CIM Coimbra”.

Por forma a permitir a boa execução da obra e garantir a segurança dos trabalhadores e dos utilizadores da via, entre as 07:00 do dia 10 de janeiro e as 07:00 do dia 13 de janeiro, o trânsito será interrompido” na zona, especifica.

O corte situa-se entre o nó de acesso ao IC12 (Km 82) e o nó de Tondela (Km 101) e, neste sentido, a IP esclarece que, neste período “o trânsito será desviado pelo IC12 e a EN230”, ou seja, por Carregal do Sal.

“O percurso alternativo estará devidamente sinalizado em toda a sua extensão”, sublinha a IP.

A partir do dia 13 de janeiro, “a circulação naquele local ficará condicionada a uma via em cada sentido, durante um período estimado de sete meses”.

 

Pode ver também

Viseu: Secretário de Estado do Turismo defende campanha para promover turismo no interior do país

 O secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda, defendeu ontem em Viseu …

Comente este artigo