Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Museu Grão Vasco inaugura exposição “Identidades portuguesas – pintura de viagens”

Museu Grão Vasco inaugura exposição “Identidades portuguesas – pintura de viagens”

Obras de Silva Porto, Marques de Oliveira e José Malhoa inspiraram a exposição temporária “Identidades portuguesas – pintura de viagens”, que abre esta quinta-feira, 6 de maio, no Museu Nacional Grão Vasco, em Viseu.

“Identidades portuguesas – pintura de viagens” ficará patente até 26 de setembro e é a primeira de duas exposições programadas para este ano, inspiradas pela pintura de ar livre.

Segundo o Museu Nacional Grão Vasco, esta é uma “mostra da identidade portuguesa, fixada por muitos pintores e alguns escultores, numa cronologia que se estende entre 1890 e 1940”.

Construída a partir das reservas do Museu Nacional Grão Vasco, a exposição temporária apresenta cerca de 60 obras, distribuídas por quatro núcleos.

O núcleo “Construção de uma imagem” é dedicado a Silva Porto, que é considerado uma “referência fundamental na pintura portuguesa de ar livre, pela obra e pela metodologia que se multiplica pelas décadas seguintes”.

Já o núcleo “Mar português” apresenta “aspetos da vida dos pescadores, a paisagem próxima do mar e o trabalho relacionado com ele, os barcos, a pesca e as varinas”.

Em “Realismo social” são tipificados os costumes e as gentes, “criando uma versão da realidade humana relacionada com aspetos quotidianos da vida rural e urbana”.

A exposição conta ainda com um núcleo destinado a “Imagens de Viseu”, que destaca locais e costumes emblemáticos da cidade, com ruas, praças e mercados a servirem de cenário às vivências quotidianas.

O Museu Nacional Grão Vasco sublinha que “as identidades portuguesas estão refletidas em outros tantos costumes ao longo do território, do Minho ao Algarve e da serra ao mar”.

“Para estes artistas, o país foi uma fonte inesgotável de trabalho e ofereceu uma ampla e vibrante palete de cores”, realça.

O museu cita Ramalho Ortigão, para quem “os pintores contemporâneos eram na realidade os primeiros pintores nacionais depois da escola flamenco-lusitana da época de Grão Vasco”.

 

Pode ver também

Autárquicas 2021: Vila Nova de Paiva – Paulo Marques – Apresentação Oficial da Candidatura

Na tarde deste sábado, 18 de setembro, junto à sede de campanha e com vista …

Comente este artigo