Home / Notícias / Mau tempo na Madeira vai afetar continente a partir de quarta-feira

Mau tempo na Madeira vai afetar continente a partir de quarta-feira

O mau tempo que vai afetar o arquipélago da Madeira entre segunda-feira e terça-feira terá impacto no continente a partir de quarta-feira, mas “não com a mesma intensidade”, com chuva na generalidade do território, mas mais fraca.

“Há um sistema que vai afetar a Madeira com muita humidade vinda dos trópicos e que irá causar precipitação forte no arquipélago, daí a emissão dos avisos vermelhos para o arquipélago da Madeira e posteriormente, a partir de quarta-feira, mais quarta-feira e quinta-feira, o remanescente desse sistema irá afetar o continente, não com a mesma intensidade, mas trará alguma diferença”, explicou à Lusa o meteorologista do Instituto Português do Mar e Atmosfera (IPMA) Pedro Sousa.

Segundo o meteorologista, o continente vai registar a partir de quarta-feira “precipitação um pouco mais generalizada, mas sem a mesma seriedade do que na Madeira”.

As previsões apontam ainda para que a partir de quinta-feira o território continental regresse ao “padrão de instabilidade com aguaceiros e trovoadas espalhados um pouco por todo o país, sempre com mais incidência no interior”, mas as condições meteorológicas mais para o final da semana estão dependentes do comportamento da depressão na passagem pela Madeira.

“Apesar de alguma variação, todos os dias deverá haver alguma precipitação no continente”, disse Pedro Sousa, que explicou que na segunda-feira e na terça-feira se espera “uma situação mais suave do que nos últimos dias”.

“Quarta-feira teremos um regime de precipitação mais extenso, mas provavelmente menos intenso e a partir de quinta-feira voltamos ao regime de aguaceiros e trovoadas”, disse.

Já as temperaturas não devem registar variações significativas, com uma subida na segunda-feira e na terça-feira e o regresso aos “valores amenos” na ordem dos 25º que se têm registado no país, mais próximos dos 30º no sul do território.

O arquipélago da Madeira, para onde já foram emitidos avisos vermelhos devido ao mau tempo, vai ser afetada por um fenómeno meteorológico conhecido como ‘rio atmosférico’, “um termo que se refere a transportes de humidade numa faixa relativamente estreita, – daí o nome metafórico de ‘rio atmosférico’ -, em que há um transporte de humidade desde as baixas latitudes, de ar húmido e quente tropical até latitudes mais elevadas”, explicou Pedro Sousa.

“É um fenómeno bastante comum, todos os anos existem vários episódios destes, digamos que com esta intensidade em junho não é comum nas nossas latitudes, não é comum, pode-se dizer que é pouco frequente, mesmo, daí alguma excecionalidade do evento, em especial no arquipélago da Madeira, que será a região que será mais afetada diretamente por esse sistema”, disse o meteorologista.

Sete distritos do continente estão hoje sob aviso amarelo devido à previsão de chuva e trovoada, enquanto na Madeira se espera um agravamento do estado do tempo para segunda-feira com duas regiões em vermelho e outra sob aviso laranja.

Os avisos do IPMA são válidos entre o meio-dia e as 21:00 de hoje para os sete distritos do continente, nomeadamente Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Guarda, Portalegre, Vila Real e Viseu.

O IPMA prevê a ocorrência de aguaceiros, “por vezes fortes e que poderão ser ocasionalmente de granizo e acompanhados de rajadas fortes de vento” e trovoadas frequentes e dispersas.

No arquipélago da Madeira, a informação disponível no site do IPMA indica que as regiões montanhosas e a costa sul da ilha vão estar sob aviso laranja devido à precipitação entre as 12:00 e as 15:00 de segunda-feira, prevendo-se depois um agravamento da precipitação que fez subir o nível para vermelho, entre as 15:00 de segunda-feira e as 15:00 de terça-feira.

 

Pode ver também

Rosa Quinteiro é a vencedora do prémio literário Cónego Albano Martins de Sousa.

Com a obra “Poemas do Caderno Azul” a escritora é pela segunda vez galardoada, numa …

Comente este artigo