Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Desporto / Mais de 1.100 automóveis, motos e aviões a partir de sexta-feira no Caramulo
Fotografia de: João Lavadinho

Mais de 1.100 automóveis, motos e aviões a partir de sexta-feira no Caramulo

Mais de 1.100 automóveis, motos e aviões vão participar, de sexta-feira a domingo, na XVII edição do Caramulo Motorfestival, em Tondela, que contará com Emerson Fittipaldi e Carlos Tavares entre os pilotos convidados.

Um dos pontos altos deste festival motorizado é a rampa histórica, uma prova direcionada aos automóveis clássicos, históricos e de competição (nas categorias de velocidade e regularidade).

“A edição de 2022 da Rampa Histórica Michelin conta com o número recorde de mais de 160 automóveis, que participam na concentração turística e competem no troféu monomarca Kia GT Cup e nas vertentes Speedmasters e Chronomasters”, avançaram o Museu do Caramulo e o Automóvel Clube de Portugal, que organizam o festival.

A rampa voltará a ter a categoria pré-guerra, “destinada a automóveis produzidos até 1939 e que celebra a era dourada do automobilismo, e a categoria dedicada aos Formula Vee, monolugares com base no chassis do popular Volkswagen Carocha”, acrescentou a organização.

Na lista de pilotos convidados a participar, quer na rampa histórica, quer no convívio com o público, estão Emerson Fittipaldi (bicampeão do mundo de Fórmula 1), Carlos Tavares (piloto e CEO da Stellantis), André Villas-Boas (colecionador de automóveis antigos e veterano de provas de todo-o-terreno, como o Rali Dakar).

A dupla Rui Madeira e Nuno Rodrigues da Silva, que se fará acompanhar do Mitsubishi Lancer Evo III (com o qual venceu o Campeonato do Mundo de Ralis de Grupo N, em 1995), também estará no Caramulo, concelho de Tondela e distrito de Viseu.

A lista de pilotos convidados inclui ainda Manuel Gião, Rui Ramalho, Pedro Salvador, Veloso Amaral, Pedro Villas-Boas, Francisco Sande e Castro, Ricardo Teodósio, Bruno Magalhães, Ricardo Megre, Rita Vieira, José Pedro Fontes, Hugo Lopes, João Rôlo, Rufino Fontes, Filipe Paiva e José Sequeira (os dois últimos de trial).

Segundo a organização, este será um evento sustentável, incluindo iniciativas que contribuem para a neutralização de emissões de carbono, com o objetivo de “deixar o maior impacto possível nos seus visitantes com o menor impacto possível no planeta”.

“Pela primeira vez, as emissões de carbono emitidas pelos participantes da Rampa Histórica Michelin e dos visitantes que participam no evento com os seus automóveis clássicos serão compensadas através da aquisição de créditos de carbono pela organização do Caramulo Motorfestival”.

Em parceria com a Tabaqueira, será também desenvolvida a campanha de sensibilização “O Caramulo não é um cinzeiro”, que visa “alertar e encorajar os consumidores a deporem devidamente os filtros de cigarros em cinzeiros”, e voltarão a ser fornecidos copos reutilizáveis em todos os bares do evento.

O festival associa-se também a causas sociais, como a Race for Good, um movimento criado por André Villas-Boas, e o projeto The Good Drive, que “propõe ligar os proprietários de automóveis clássicos com organizações de caráter social”.

Entre as novidades deste ano está a possibilidade de visitar o Caramulo Experience Center, um espaço dedicado a todos aqueles que “restauram, conduzem e respiram automóveis e motos antigas”, situado a cerca de um quilómetro do recinto do festival, mas que tem transporte garantido pela organização.

A exposição temporária “Regresso dos Supercarros”, o aumento do espaço do Bikersville e também da Feira de Automobilia são outras novidades.

A organização mantém a aposta numa programação abrangente e dirigida ao público em geral e às famílias em particular, incluindo no programa de três dias atividades lúdicas, parques infantis insufláveis, gastronomia, bares e zonas com música.

Durante todo o fim de semana, o público vai poder também “apreciar os voos rasantes e as acrobacias do clássico Pitts SB2, um avião que desafia a física e a gravidade”.

O programa integra ainda vários encontros, passeios e concentrações, de várias marcas de automóveis e não só.

“Como já é tradição, o Caramulo Motorfestival recebe uma concentração de veículos militares veteranos da Segunda Guerra Mundial, representando os dois lados do conflito, os Aliados e o Eixo. A esta exposição histórica e encenada, junta-se este ano a Força Aérea Portuguesa, que se fará representar por veículos de emergência e um helicóptero Alouette, entre outros dispositivos”.

 

Pode ver também

José Rodrigues é o novo treinador do Ferreira de Aves – Razões e Objetivos

Depois da saída de Ricardo Duarte (Mangualde), do comando técnico do C.R. Ferreira de Aves, …

Comente este artigo