Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Iniciativa Liberal de Viseu, está contra a reabilitação do Mercado 2 de Maio

Iniciativa Liberal de Viseu, está contra a reabilitação do Mercado 2 de Maio

No seguimento do visto do Tribunal de Contas ao plano municipal de reabilitação do Mercado 2 de Maio, a Iniciativa Liberal, em nota à comunicação social, diz não concordar com a o projeto apresentado e – principalmente – com o custo e extemporaneidade da obra.

“Ao longo dos últimos 30 anos, o Centro Histórico de Viseu tem sido votado ao abandono por múltiplas razões”. “Dentre elas, a evolução económica no sentido dum predomínio de grandes aglomerados comerciais nos subúrbios das cidades, mas também uma política de indiferença ativa do Município para com a degradação dos imóveis, o encerramento de estabelecimentos comerciais e serviços e o êxodo de habitantes permanentes”, refere a Iniciativa Liberal de Viseu.

Se parte desta realidade resulta de escolhas livres dos cidadãos, a Iniciativa Liberal de Viseu, diz que “o abandono deliberado do coração histórico da cidade não é compreensível na visão da Iniciativa Liberal, e carece de investimento, políticas de fiscalidade discriminatória positiva e incentivos dirigidos. Contudo, não vemos na obra megalómana de cobertura do Mercado 2 de Maio na sua forma e custo um passo na direção correta”.

Um projeto de cobertura com um custo de 4,3 milhões de euros, para a Iniciativa Liberal, parece excessivo para um espaço aberto de relativa pequena dimensão – sendo tal justificado com a instalação de painéis fotovoltaicos na dita cobertura.

Ainda assim, defende a IL que, “deveria ser encontrada uma solução mais simples e de menor custo, permitindo o desvio de parte substancial dos €4,3M para investimentos dirigidos ao longo de outros espaços do Centro Histórico e apoio a comerciantes e moradores, e reforço de programas de alívio fiscal e apoio social de emergência”.

A Iniciativa Liberal Viseu coloca-se assim ao lado dos cidadãos que vêm com crítica e ceticismo esta obra desproporcional num momento de crise, e num espaço que está globalmente sub-explorado, centrando-se num espaço pequeno um valor de cerca de 70% do valor da reabilitação do Serviço de Urgência do Centro Hospitalar Tondela-Viseu.

 

Pode ver também

Incêndio numa habitação em Moimenta da Beira desaloja casal

Um casal septuagenário ficou esta sexta-feira desalojado em Carapito, concelho de Moimenta da Beira, após …

Comente este artigo