Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Idosos vão ter “vigilante digital” em Tabuaço e São João da Pesqueira

Idosos vão ter “vigilante digital” em Tabuaço e São João da Pesqueira

O projeto “Idoso(@) Ativo(@)” vai apoiar 60 idosos que vivem isolados em Murça, Tabuaço e São João da Pesqueira através de um sistema tecnológico, colocado nas suas casas, que permite um acompanhamento à distância e maior autonomia.

O projeto considerado “pioneiro” foi apresentado hoje, em Murça, no distrito de Vila Real, e o objetivo é utilizar as novas tecnologias para acompanhar à distância os mais velhos que vivem sozinhos e isolados. Poderá ser, explicaram os promotores, como um “vigilante digital” dos seniores.

O “Idoso(@) Ativo(@)” vai apoiar na totalidade 60 idosos, 20 em cada um dos municípios, com a implementação de um sistema de domótica – Sistema Dótima. O objetivo é criar uma rede de proximidade.

“O sistema não capta imagens, mas apenas os movimentos dos idosos. Se, por exemplo, o idoso costuma sair de casa a determinada hora e não o faz, o sistema lança um alerta”, explicou Vilma Pereira, vereadora da Câmara de Murça e coordenadora do projeto.

O alerta é dado aos familiares que estejam ligados ao processo e também para as câmaras municipais, pois, em alguns casos, os filhos vivem longe.

Pretende-se, assim, melhorar a segurança dos idosos e diminuir as situações de potencial risco, ao mesmo tempo em que é promovida a autonomia pessoal de cada um deles. O acompanhamento à distância vai ser feito através de sensores instalados nas suas casas.

“Conseguimos assim monitorizar a vida do idoso”, reforçou a autarca, explicando que esta monitorização vai ser feita de acordo com as rotinas e hábitos de cada um dos participantes e permite assegurar um controlo e alerta sobre eventuais acidentes ou problemas.

Em cada habitação será implementado um sistema Dótima, controlado pelo próprio idoso e que permite gerir e controlar a iluminação da casa, a entrada de pessoas, a emissão de alertas de movimento e de temperatura excessiva, entre outras funções.

Os sensores estão instalados em predeterminados pontos da casa e um dos requisitos necessários para a sua implementação é o serviço de Internet.

Uma equipa técnica fará o acompanhamento à distância e irá também regularmente ao encontro dos idosos.

O objetivo da domótica passa por centralizar o controlo das funções de vários sistemas como a iluminação, a climatização, o aquecimento, o controlo de eletrodomésticos num único local como um ‘smartphone’ ou ‘tablet’.

Murça é o município coordenador do projeto, que vai ser implementado em conjunto com os municípios de Tabuaço e São João da Pesqueira, no distrito de Viseu, e envolve ainda os centros sociais e paroquiais de Trevões e Castanheiro do Sul. O sistema foi desenvolvido pela empresa Dótima Technologies, Lda,.

Neste momento, a tecnologia está a ser instalada nas primeiras habitações e, segundo Vilma Pereira, pretende-se que entre em funcionamento o mais rapidamente possível.

O projeto tem um investimento total de 176 mil euros e resulta de uma candidatura submetida Programa Operacional Regional do Norte, no âmbito do aviso: Abordagens Integradas para a Inclusão Ativa.

 

Pode ver também

Académico de Viseu de luto pela morte do presidente, António Albino

António Albino, empresário viseense e que durante mais de uma década foi presidente do Académico de …

Comente este artigo