Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Homem a viver no Sátão ficou com pulseira eletrónica por crime de violência doméstica

Homem a viver no Sátão ficou com pulseira eletrónica por crime de violência doméstica

Um homem de 52 anos ficou sob controlo de pulseira eletrónica e impedido de contactar a ex-companheira, depois de ter sido detido pela GNR, em Trancoso, pelo crime de violência doméstica, anunciou hoje aquela força de segurança.

O Comando Territorial da GNR na Guarda, através do Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), informou hoje que deteve na quinta-feira “um homem de 52 anos, por violência doméstica”, no concelho de Trancoso, distrito da Guarda.

O suspeito foi presente ao Tribunal Judicial da Trancoso, ainda na quinta-feira, “ficando sujeito à medida de coação de proibição de contactos com a vítima por qualquer meio, controlado através de pulseira eletrónica”, adianta a GNR.

A vítima, acrescenta, é a “sua ex-companheira, de 60 anos” de idade, sobre quem “o suspeito exercia violência física e psicológica” e a sua detenção ocorreu “em cumprimento a um mandado” do Ministério Público.

A ex-companheira do suspeito, disse à agência Lusa fonte do gabinete de comunicação da GNR, “apresentou queixa de violência há cerca de duas semanas e, desde então, separou-se do companheiro, ficando ela a residir em Trancoso e ele em Sátão, no concelho de Viseu.

“No âmbito do auto de notícia, decorreu uma investigação e ontem [quinta-feira] o Ministério Público emitiu um mandado de detenção e o indivíduo acabou por ser detido no mesmo dia, no concelho de Trancoso”, precisou a mesma fonte.

 

Pode ver também

Autárquicas: Ruas (PSD) só aceitará transferência de competências em Viseu com “mochila financeira”

O cabeça de lista do PSD à Câmara de Viseu, Fernando Ruas, avisou que só …

Comente este artigo