Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / HMB e Plutonio na passagem de ano em Viseu

HMB e Plutonio na passagem de ano em Viseu

Em Viseu, a última noite do ano volta a passar pelo Campo de Viriato. O espetáculo de Réveillon traz propostas para toda a família, a partir das 20 horas, e a entrada é livre para festejar a chegada de 2020.

A banda HMB e o rapper Plutonio são os grandes cabeças de cartaz deste ano. Juntam-se-lhes os viseenses HI-FI, ao início da noite, e os DJ’s Kiss Kiss Bang Bang, a prolongar a celebração. 

O fogo de artifício marcará a contagem decrescente para o novo ano, num espetáculo que fará a introdução para o tema a que se dedicará a comunicação da cidade em 2020: o mundo do cinema e da fotografia.

Dois anos depois de atuarem na Feira de São Mateus, os HMB voltam a dar música ao Campo de Viriato. A banda portuguesa de soul e funk, autores de “O amor é assim” e “Não me leves a mal”, atua às 22H30 e fecha o ano de 2019.

Plutonio estreia-se em Viseu após o fogo de artifício e promete pôr o público a dançar com os seus afrobeats, a partir das 00H15. “Meu Deus”, “Vergonha na Cara” e “Cafeína” são alguns dos temas mais conhecidos do artista.

O início da noite é feito com “prata da casa”. Desde as 20 horas, os HI-FI estarão em concerto no Campo de Viriato, em palco próprio. A animação do recinto, com malabarismo e fogo será protagonizada pelo grupo viseense Tribal.

Após a atuação de Plutonio e para o desfecho da noite, entra em palco a dupla de DJ’s Kiss Kiss Bang Bang, com animação garantida para todas as gerações.

Tal como no ano passado, o Bairro da Restauração da Feira de São Mateus volta a abrir portas para o último jantar de 2019. Os espaços já estão a aceitar reservas por contacto telefónico.

Para petiscos, bebidas e outras iguarias, a Praça de Alimentação instala-se, ao longo da noite, com uma oferta diversificada de operadores.

Para desfrutar ao máximo da Passagem de Ano em Viseu, o MUV – Mobilidade Urbana de Viseu irá oferecer a viseenses, visitantes e turistas um serviço de shuttle gratuito entre vários locais da cidade. Também o funicular fará a ligação com o Centro Histórico até às 23 horas.

HMB e Plutonio são os cabeças de cartaz da passagem de ano em Viseu, iniciativa com um investimento de 150 mil euros e que terá 15 minutos de fogo-de-artifício, anunciou hoje a organização.

“O recinto do Campo de Viriato é a partir das 20:00 uma sala de jantar com 27 operadores de gastronomia e consumo. Depois, a partir das 22:30, converte-se numa praça de concertos e depois das 00:00 vira um salão de festas. Será uma metamorfose entre as 20:00 e as 04:00”, adiantou o diretor da Viseu Marca que organiza a festa do fim do ano.

Jorge Sobrado explicou que, enquanto o recinto está transformado em sala de jantar, o Tribal, grupo de novo circo e teatro de rua, do concelho de Viseu, e o “grupo icónico viseense” Hi-Fi animam os populares.

A partir das 22:30, a música é da responsabilidade dos HMB, asseguram animação até às 00:00, momento em que haverá 15 minutos de fogo-de-artifício.

Depois, sobe ao palco Plutonio, que animará a noite até à chegada, às 01:30, da dupla de DJ Kiss Kiss Bang Bang.

“O fogo-de-artifício será o maior de sempre em Viseu, terá 15 minutos de fogo temático, este ano, dando as boas vindas ao lema de promoção em 2020 – Viseu Destino Cinematográfico. Fotografia e cinema serão destaques de Viseu em 2020 e, por isso, este fogo fará uma viagem pelos grandes êxitos do cinema e dará as boas vindas ao novo ano”, contou Jorge Sobrado.

Uma festa organizada, há quatro anos, pela Viseu Marca, que investe “cerca de 150 mil euros, à semelhança do ano anterior.

“Os lucros da Feira de São Mateus permitem este investimento na passagem de ano” e a associação “garantirá, ainda assim, um resultado positivo no final do ano”, assumiu a presidente da direção, Cristina Paula Gomes.

Uma “aposta ganha”, considerou o presidente da Câmara de Viseu, na apresentação do programa festivo do fim de ano, uma vez que, “ao fim de quatro anos, a Viseu Marca está em condições de retribuir aos viseenses”, já que “é a primeira vez que assume todo o investimento” das festividades.

“No ano passado, a festa foi suportada pelo município e, este ano, é um evento oferecido pela Viseu Marca (…). Quantos municípios existem que vão ter um fim de ano, com este nível, e em que o dinheiro dos contribuintes só assegurará a limpeza do recinto e o plano de segurança?”, destacou António Almeida Henriques.

No recinto, onde também se realiza a Feira de São Mateus, a organização espera “entre 40 a 50 mil pessoas, porque 50 mil é o limite do espaço, e são esperados mais do que no ano passado, ou seja, mais de 43 mil pessoas”.

“O cartaz é atrativo tanto para a comunidade viseense como para turistas. É um cartaz forte, para famílias, dos mais pequenos aos mais crescidos, e tenho a certeza de que a passagem de ano em Viseu irá – tal como a Feira de São Mateus, que é única e inigualável no país – conquistar o seu lugar a nível nacional”, desejou Cristina Paula Gomes.

 

Pode ver também

Festival de cinema Vista Curta de Viseu alarga o olhar sobre a África lusófona

O festival de cinema VistaCurta, organizado pelo Cine Clube de Viseu, propõe um “olhar especial” …

Comente este artigo