Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / GNR deteve um homem pelo crime de incêndio florestal em Resende

GNR deteve um homem pelo crime de incêndio florestal em Resende

Um homem de 57 anos foi identificado pela Guarda Nacional Republicana (GNR) por ser suspeito de um incêndio florestal no concelho de Resende, anunciou hoje a força de segurança.

“O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Lamego, no dia 30 de março, identificou um homem de 57 anos por incêndio florestal, no concelho de Resende”, a norte do distrito de Viseu, refere a GNR, num comunicado hoje divulgado.

“No âmbito de um incêndio que teve início no dia 21 de março, os elementos do Núcleo de Proteção Ambiental da GNR encetaram diligências policiais para a apurar as causas do início de incêndio, tendo sido possível identificar o seu autor”, acrescenta.

“O incêndio consumiu uma área de, aproximadamente, 38,4 hectares de mato” e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Resende, adianta o comunicado de imprensa.

A GNR afirma que “a proteção de pessoas e bens, no âmbito dos incêndios rurais, continua como uma das prioridades” desta força de segurança, “sustentada numa atuação preventiva”.

Uma ação que, sublinha, conta com “o envolvimento de toda a população e demais entidades públicas e privadas, na salvaguarda da vida humana e na segurança do património de Portugal e dos portugueses”.

Neste sentido, a GNR lembra que “as queimas de sobrantes são uma das principais causas de incêndios em Portugal” e apela a que as pessoas, “para evitar acidentes, sigam as regras de segurança” como “estarem sempre acompanhados e terem consigo um telemóvel”.

“Em qualquer altura do ano é proibido queimar matos cortados e amontoados e qualquer tipo de sobrantes de exploração florestal ou agrícola sem pedir autorização ou fazer comunicação prévia”, destaca.

 

Pode ver também

GNR deteve homem por assalto a igrejas em Tondela

O Comando Territorial de Viseu, através do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Santa Comba …

Comente este artigo