Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Fujitsu instala-se no Centro de IncubaçãoTecnológica de Viseu

Fujitsu instala-se no Centro de IncubaçãoTecnológica de Viseu

A empresa nipónica Fujitsu vai instalar-se no Centro de Incubação Tecnológica de Viseu e criar, numa primeira fase, cerca de 30 postos de trabalho, no âmbito de um protocolo hoje assinado.

Em Viseu, a Fujitsu pretende “aumentar as suas competências digitais”, que “servirão de suporte à operação da Fujitsu em Portugal, criando, a médio prazo, dezenas de postos de trabalho qualificados nas áreas de desenvolvimento de software e consultoria digital”.

“Para a Fujitsu, é fundamental captar talento local nas áreas de ‘cloud’, transformação digital, inteligência artificial e ‘data science’”, explicou o diretor geral da Fujitsu Portugal, Carlos Barros.

Na sua opinião, “para que isso aconteça, é necessária uma presença concreta e a construção de uma rede de parceiros e ‘start up’ locais, capazes de endereçar os clientes da Fujitsu em modelo de cocriação”, acrescentou.

Segundo Carlos Barros, para além de recrutar localmente, “a Fujitsu pretende desenvolver uma relação construtiva em maior profundidade com o município de Viseu”.

O presidente da Câmara de Viseu, Almeida Henriques, lembrou que Viseu se tornou, “nos últimos seis anos, um ponto incontornável na rota do investimento”.

“Acompanhámos, através do Gabinete do Investidor, 87 processos de investimento, que proporcionaram a criação de 2.619 novos postos de trabalho, que se traduziram num valor global de investimento superior a 226 milhões de euros. A Fujitsu é mais uma marca de referência que conseguimos atrair para o nosso território”, frisou.

A empresa ficará instalada no Vissaium XXI – Centro de Incubação Tecnológica de Viseu, um projeto que visa inserir Viseu no circuito do conhecimento tecnológico.

 

Pode ver também

A.F.Viseu – Adiamento de Jogos – Provas Oficiais

Atendendo à pandemia da COVID-19, vai haver um novo adiamento nas provas oficiais distritais, a …

Comente este artigo