Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Fernando Ruas rejeita que mérito da construção do centro de radioterapia em Viseu seja do PS
Fernando Ruas presidente da CM de Viseu

Fernando Ruas rejeita que mérito da construção do centro de radioterapia em Viseu seja do PS

O presidente da Câmara de Viseu, Fernando Ruas, disse que renunciará à liderança da Comunidade Intermunicipal se “alguém com poder de decisão” atribuir o mérito da construção do Centro de Ambulatório e Radioterapia ao socialista João Azevedo.

Durante a reunião pública de câmara, Fernando Ruas (PSD) salientou o empenho que quer a anterior presidência da Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões, quer a atual, tiveram para que o Centro Hospitalar Tondela Viseu possa avançar com uma candidatura a fundos do quadro comunitário em vigor que permita a construção do centro.

“Enquanto presidente da CIM, não admito que alguém venha usar esta prerrogativa da influência para dizer que é seu o mérito desta colocação”, disse Fernando Ruas.

O autarca de Viseu garantiu que, “se por acaso alguém com poder de decisão”, como a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) ou a ministra da tutela, falar na influência do deputado parlamentar e vereador socialista João Azevedo no processo, fará, “nesse momento, a renúncia” ao lugar para o qual foi eleito por unanimidade na CIM.

Na semana passada, Fernando Ruas anunciou que pediu à presidente da CCDR para não deixar arrastar esta obra para o próximo quadro comunitário de apoio, o que levou os deputados do PS a reagir em comunicado, dizendo: “tudo fizemos desde o primeiro minuto, e só nós, para que este projeto fosse uma realidade para Viseu e para toda a região”.

Na reunião de câmara, o vereador João Azevedo (que encabeçou a lista do PS nas últimas autárquicas), afirmou que “não vale a pena reescrever a história, a história está escrita e bem escrita”.

João Azevedo realçou que teve a possibilidade de a acompanhar desde o início o processo do Centro de Ambulatório e Radioterapia durante semanas e meses, e sempre disse o que estava a ser feito para que obra arrancasse.

O deputado do PS João Azevedo questionou ainda se o presidente da CIM Viseu Dão Lafões, colocou em cima da mesa o processo do Centro de Ambulatório e Radioterapia na última reunião deste órgão que representa 14 municípios.

Fernando Ruas sublinhou que “foram os autarcas todos (da CIM) que se disponibilizaram e decidiram, de uma forma corajosa, que o principal investimento que devia ser colocado a fundos comunitários” era o Centro de Ambulatório e Radioterapia e “é a eles que se lhes tem dar o mérito”.

 

Pode ver também

Novas instalações da Unidade de Saúde de Nespereira em Cinfães abrem segunda-feira

As novas instalações da Unidade de Saúde de Nespereira, no concelho de Cinfães, entram em …

Comente este artigo