Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Esvaziamento da barragem de Fagilde foi um “desrespeito pela biodiversidade” dizem Os verdes
Barragem de Fagilde

Esvaziamento da barragem de Fagilde foi um “desrespeito pela biodiversidade” dizem Os verdes

O Grupo Parlamentar Os Verdes, entregou na Assembleia da República uma pergunta, em que questionam o Governo, através do Ministério do Ambiente e da Ação Climática, sobre o esvaziamento, da Barragem de Fagilde, que comprometeu a biodiversidade existente.

De acordo com o comunicado dos Verdes, os peixes existentes na albufeira desapareceram com a abertura repentina e exagerada das comportas, por dificuldade de adaptação ao fluxo acelerado e decrescente de água, acabando por desencadear a morte de milhares de peixes, referiu à Alive Fm, a Deputada Mariana Silva, do Grupo Parlamentar dos Verdes.

O Partido Ecologista Os Verdes após conhecimento que nos últimos dias foram abertas as comportas da Barragem de Fagilde que abastece mais de 130 000 pessoas dos concelhos de Viseu, Mangualde, Penalva do Castelo e de Nelas tendo provocado um autêntico desastre ambiental, questionou o Governo.

Segundo o comunicado dos Verdes, no dia 23 de janeiro, já com o rio Dão sem água, algumas pessoas presenciaram elementos do Serviços municipalizados de Águas e saneamentos (SMAS) de Viseu a transportarem peixes em reservatórios, acreditando que esta atitude poderia ter servido para tentar salvar os poucos peixes que sobreviveram.

A população acabou por chamar a GNR para denunciar o atentado ambiental, no entanto, a população encontra-se indignada com o sucedido e desconhece quem terão sido os responsáveis pela abertura das comportas e quais os motivos que estiveram na origem do esvaziamento da albufeira de Fagilde.

Os Verdes dizem não entender o porquê do esvaziamento da barragem de Fagilde para trabalhos de limpeza da albufeira tenha sido feito nesta altura, quando os mesmos poderiam ter ocorrido em 2017 em período de seca.

Esta não é a primeira vez que no distrito de Viseu ocorre uma situação similar, para desassoreamento das albufeiras, como foi o caso denunciado pelo PEV, em 2013, com a Barragem das Caínhas em Oliveira de Frades. Tal como em Fagilde. Dizem os Verdes, foi notório o desrespeito pela biodiversidade existente conduzindo igualmente à morte de milhares de peixes.

 

Pode ver também

Covid-19: Sátão registou um novo caso, 19 infetados já recuperaram

O concelho de Sátão registou esta sexta-feira , 23 de outubro, um novo caso que …

Comente este artigo