Home / Notícias / Encerramento da EN 228 compromete socorro à população de Vouzela

Encerramento da EN 228 compromete socorro à população de Vouzela

Está comprometido o socorro às populações das freguesias de Queirã e Fornelo do Monte, no concelho de Vouzela, por causa do encerramento da estrada nacional (EN) 228 há mais de seis meses.

“Estamos a falar de desvios que temos de fazer por outras estradas com poucas condições em que, no mínimo, perdemos mais dez minutos. Ora, sabemos o que dez minutos a mais podem representar numa situação de emergência”, explicou ao CM, Joaquim Tavares, comandante dos Bombeiros Voluntários de Vouzela, que este sábado se juntou a dezenas de populares, empresários e autarcas num protesto pacífico e no cumprimento das regras de higiene e segurança para exigir uma solução para a via, que pede requalificação há vários anos – o estado da estrada piorou com as intempéries do último inverno.

“Sou proprietário do restaurante Eira Velha, em Vasconha, e por causa desta situação já perdemos mais de metade dos clientes”, lamentou o empresário Miguel Santos, que reconheceu que a crise pandémica veio prejudicar ainda mais o negócio.

O tormento estende-se a quem ali mora. Joana Ferreira, 30 anos, habita na localidade de Crescido e perde centenas de euros com os desvios que é obrigada a fazer para chegar a Viseu. “Para chegar ao trabalho tenho de andar às voltas. Para quem ganha o ordenado mínimo é uma afronta”, disse. As obras devem arrancar no início de agosto e o presidente da Câmara de Vouzela, Rui Ladeira, promete “continuar atento” em prol da população.

 

Pode ver também

Vários concelhos do distrito de Viseu em risco muito elevado de incêndio devido ao calor

Para esta quinta-feira, 18 de julho, o IPMA (Instituto Português do Mar e Atmosfera) prevê …

Comente este artigo