Home / Notícias / Diocese de Viseu leva 49 membros do Clero às Jornadas de Formação

Diocese de Viseu leva 49 membros do Clero às Jornadas de Formação

A Diocese de Viseu, em conjunto com as restantes Dioceses do Centro de Portugal – Aveiro, Coimbra, Guarda, Leiria-Fátima e Portalegre-Castelo Branco – vai promover as Jornadas de Formação do Clero, de 30 de janeiro a 1 de fevereiro, no Santuário de Fátima.

Ao todo são cerca de 250 os participantes, dos quais 49 representam a Diocese de Viseu, num evento que vai reunir os bispos das seis dioceses, os padres, diáconos e alguns seminaristas que estão atualmente em estágio nas paróquias.

Com esta iniciativa, que decorre ao longo de três dias, no Centro Pastoral de Paulo VI, pretende-se “que no caminho já feito em conjunto por estas seis dioceses, em experiência sinodal, se faça agora um tempo de formação comum para os membros dos seus presbitérios”, como explica o Bispo da Diocese de Viseu, que este ano coordena os trabalhos realizados pelos Bispos do Centro.

D. António Luciano explica que “o tema Evangelização e Comunidades surge num momento crucial para a vida na Igreja, pelos desafios e respostas que esta é chamada a dar, através de cada um de nós, ultrapassando as dificuldades que esta vive atualmente. Uma Igreja verdadeiramente missionária deve ter a consciência de formar ‘discípulos missionários’ para transformarem os problemas em oportunidades”.

“Todos juntos, num processo sinodal em curso, com este evento de formação permanente, adquirimos mais força, motivação interior e uma maior visibilidade na comunhão e na unidade. Alegra-me a participação de um número tão elevado e representativo das nossas Dioceses, porque permite-nos alcançar os objetivos propostos, proporcionando a todos uma reflexão alargada sobre os principais desafios, dificuldades e resposta às necessidades pastorais concretas das nossas comunidades cristãs”, acrescenta o Bispo de Viseu.

O grupo de trabalho, que integra um elemento de cada uma das Dioceses do Centro de Portugal, tem procurando concretizar o objetivo da formação permanente dos sacerdotes e diáconos, através de uma proposta conjunta, refletindo “sobre uma Igreja sinodal, fiel à missão de evangelizar no mundo atual, a partir do dinamismo das primeiras comunidades”.

O programa conta com a presença do jurista e presidente da Comissão Nacional Justiça e Paz, Pedro Vaz Patto (30 de janeiro), do bíblico espanhol Santiago Guijarro (31 de janeiro) e do pastoralista italiano Paolo Asolan (1 de fevereiro), entre outros oradores.

Pedro Vaz Patto falará sobre “A paz e o diálogo entre culturas e religiões: Desafios atuais para a Europa e para Portugal”; Santiago Guijarro abordará o tema “A conversão e a difusão do cristianismo na primeira geração”; e Paolo Asolan terá como ponto de partida o tema “Da pastoral de manutenção à condição de discípulos missionários”.

As conferências destes especialistas serão apresentadas na parte da manhã e, durante a tarde, haverá ateliês temáticos, “onde se poderá dialogar em espírito sinodal com a ajuda de alguns peritos”.

O programa também integra dois concertos abertos ao público em geral: o primeiro, um concerto de órgão, com João Santos, na Basílica de Nossa Senhora do Rosário, no dia 30, às 21h30, e um concerto de inspiração cristã, com Claudine Pinheiro, no Salão do Bom Pastor, no dia 31, à mesma hora. Esta formação conjunta insere-se num caminho já percorrido pelas Dioceses do Centro, que procura sensibilizar e unir, cada vez mais, sinergias pastorais dos respetivos Bispos diocesanos

 

Pode ver também

II Passeio TT “Terras do Demo” saiu para a estrada com 85 jipes

Foram 30 quilómetros cheios de adrenalina pura. O II Passeio TT “Terras do Demo” realizou-se …

Comente este artigo