Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Depressão Hortense. Chuva e vento forte com rajadas que podem chegar aos 120 km/h

Depressão Hortense. Chuva e vento forte com rajadas que podem chegar aos 120 km/h

Portugal continental vai ser afetado esta quinta e sexta-feira por chuva e vento forte e agitação marítima devido à passagem de sistemas frontais associados à depressão Hortense, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Em comunicado, o IPMA precisa que os efeitos da depressão Hortense e de uma outra, sem nome atribuído e de menor atividade, serão sentidos pelo aumento da intensidade do vento, chuva e agitação marítima forte.

Hoje e sexta-feira, segundo o IPMA, os sistemas frontais associados a estas duas depressões irão continuar a originar precipitação forte no continente, em especial no litoral Norte e Centro.

“Os valores acumulados serão da mesma ordem de grandeza dos que ocorreram durante a passagem do sistema frontal associado à depressão Gaetan” na terça e quarta-feira, de acordo com o Instituto.

Vento pode chega aos 120 km/h e forte agitação marítima.

Devido a esta situação, está previsto no continente vento do quadrante oeste com períodos de maior intensidade na madrugada e manhã de sexta-feira com rajadas que poderão atingir os 95 quilómetros por hora (km/h) no litoral a norte do Cabo Raso e 120 km/h nas terras altas.

Distritos em aviso laranja.

Na sequência desta previsão, o IPMA colocou os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Viseu, Guarda, Coimbra e Castelo Branco sob aviso laranja entre as 21:00 de hoje e as 06:00 de sexta-feira, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O instituto colocou também os distritos de Viana do Castelo, Vila Real, Braga, Porto, Viseu e Aveiro sob aviso amarelo entre as 09:00 de hoje e as 03:00 de sexta-feira devido à previsão de períodos de chuva passando a aguaceiros, por vezes fortes acompanhados de trovoada.

 

Pode ver também

Ótica de Gondomar e 51 clientes, também de Viseu, estão acusados de burla a subsistema de saúde militar

Cinquenta e um beneficiários do subsistema de saúde das Forças Armadas obtiveram para si ou …

Comente este artigo