Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Delegação de Viseu da ADFA preocupada com a perda de especialidades no hospital de Coimbra

Delegação de Viseu da ADFA preocupada com a perda de especialidades no hospital de Coimbra

As delegações de Viseu e de Coimbra da Associação dos Deficientes das Forças Armadas (ADFA) alertaram hoje para a perda de valências no Hospital Militar de Coimbra e o Exército afirmou que está a trabalhar para atenuar a falta de profissionais.

“Há um conjunto de situações que nos têm preocupado. Há várias valências que fecharam, a saúde militar está a ser toda reestruturada aos poucos e estamos com medo de perder especialidades num hospital que serve toda a região Centro”, disse à agência Lusa o presidente da delegação de Viseu da ADFA, João Gonçalves.

De acordo com este responsável, fecharam valências como neurologia, ortopedia, pneumologia e gastroenterologia, entre outras.

João Gonçalves referiu que espera que este não seja “o fim do Hospital Militar de Coimbra”, mas assumiu temer que seja esse o caminho.

O presidente da delegação de Coimbra, José Temido, também afirmou à Lusa que várias valências foram sendo fechadas entre 2019 e este ano, e algumas delas “não foram repostas”.

“Estamos a aguardar uma resposta”, referiu.

Contactada pela agência Lusa, fonte oficial do Exército realçou que, de momento, o Centro de Saúde Militar de Coimbra (CSMC) “disponibiliza aos seus utentes consultas de gastroenterologia, ortopedia, fisiatria e dermatologia, entre outras especialidades”.

No entanto, reconheceu que as especialidades de neurologia e de pneumologia não se encontram “atualmente disponíveis”.

Nesse sentido, o Exército tem “promovido medidas não só para a colocação de profissionais de saúde neste centro para a admissão de médicos civis, como também para a contratação de médicos através da mobilidade na categoria”.

Na resposta enviada à agência Lusa, o Exército salienta ainda que aquela unidade “tem sido uma prioridade”, tendo o centro “beneficiado de investimento em equipamento e infraestruturas recentemente”.

“No âmbito do processo de reestruturação do Sistema de Saúde Militar, o CSMC pode vir a sofrer alterações”, acrescentou.

 

Pode ver também

Patrícia Portela, diretora do Teatro Viriato, publica “Hífen”, um livro sobre ligações entre as pessoas

“Hífen”, livro sobre ligações entre as pessoas, que aborda temas como a maternidade, a imigração …

Comente este artigo