Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Covid-19: Polo Arqueológico de Viseu com sala de visitas virtuais

Covid-19: Polo Arqueológico de Viseu com sala de visitas virtuais

O Polo Arqueológico de Viseu tem a partir de agora uma sala de visitas virtual, com tecnologia digital 360 graus.

O vereador da Cultura e Património, Jorge Sobrado, diz que esta era uma ideia que já existia, mas cuja concretização “foi acelerada em consequência da crise da pandemia do novo coronavírus”.

“A digitalização do espólio da reserva arqueológica e da coleção José Coelho estava já fixado no plano de atividades, mas tornou-se prioridade neste contexto de encerramento dos museus”, sublinhou.

No endereço www.poloarqueviseu.pt/360 serão proporcionadas três experiências digitais imersivas: visitas à exposição arqueológica permanente “José Coelho, uma paixão pelo passado” e à Casa do Miradouro (edifício do século XVI que acolhe a sede deste serviço) e respetivos jardins, e um roteiro de arqueologia pela cidade associado à vida e obra do investigador José Coelho.

Segundo Jorge Sobrado, o projeto virtual deste polo terá desenvolvimentos ao longo do próximo ano e meio, com um conjunto de outras visitas 360 graus e de recursos digitais, numa plataforma de dados abertos.

Este projeto segue a filosofia e a tecnologia que já foram aplicadas no polo virtual do Museu de História da Cidade, lançado em 2019 (em www.mhcviseu.pt).

“É um dos raros casos em Portugal de um museu de história local integralmente digital e com mais e melhores recursos de apoio à visita do que numa experiência presencial”, realçou o vereador.

O projeto associa tecnologia 360 graus com realidade aumentada, num roteiro criado em diversos pontos da cidade de Viseu.

Na opinião de Jorge Sobrado, o “contexto inesperado”, com o “encerramento abrupto das casas de cultura, museus, bibliotecas e arquivos” devido à covid-19, “confere especial valor e sabor ao ato desta publicação”.

“Este conjunto de iniciativas são um sinal de que, em tempo de pandemia e de crise, não abrimos mão do património, da sua investigação, divulgação e usufruto. Os edifícios dos museus podem estar encerrados, mas as suas missões e atividades estão abertas e ao serviço da comunidade”, frisou Jorge Sobrado.

 

Pode ver também

Renovação e reforço da rede de óleões no concelho de Vila Nova de Paiva

A crescente preocupação com as práticas de defesa e preservação do meio ambiente, levaram o …

Comente este artigo