Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Covid-19: Estrutura Municipal de retaguarda de Viseu será gerida pela ARS

Covid-19: Estrutura Municipal de retaguarda de Viseu será gerida pela ARS

O Pavilhão do Fontelo “passa a estar ao serviço dos 24 municípios do distrito” e ficará a funcionar como estrutura de apoio de retaguarda ao hospital.

O presidente da Câmara Municipal de Viseu, anunciou que a estrutura municipal montada no Pavilhão do Fontelo, por causa da Covid-19, vai passar a ser gerida pela Administração Regional de Saúde (ARS).

“Em reunião da comissão da proteção civil distrital, depois de na quarta-feira ter sido abordada a questão na reunião municipal, ficou acordado que a infraestrutura do Fontelo, que estava a ser gerida pela autarquia, passa a ser gerida num contexto distrital sob a gestão diária e direção técnica, passa a estar sob a responsabilidade da ARS e da Segurança Social”, adiantou Almeida Henriques.

Neste sentido, explicou, o Pavilhão do Fontelo “passa a estar ao serviço dos 24 municípios do distrito” e “ficará a funcionar como estrutura de apoio de retaguarda ao hospital ou noutras situações que venham a ser definidas pela ARS em articulação com a Segurança Social”.

O presidente lembrou que a estrutura foi montada durante a primeira vaga da pandemia, mas agora sofreu melhorias e aumentou a capacidade para um total de “64 camas articuladas que foram cedidas pelo Hospital de São Teotónio”, estando o espaço devidamente “climatizado e com sistema de oxigénio”.

Segundo Almeida Henriques, “desde que o pessoal médico seja lá colocado, tem condições para, num curto espaço de tempo”, poder funcionar como hospital de campanha.

Com a cedência deste espaço, Almeida Henriques adiantou que a autarquia “tem já plano b e c”, ou seja, “já estão dois locais identificados e que podem ser, rapidamente, estruturados para que possam fazer redundância com esta do Fontelo, para a eventualidade de haver uma sobrecarga ao nível do distrito e do município”.

Viseu passou a ser um dos 13 municípios, dos 24 do distrito, que integram a lista dos concelhos considerados de risco elevado, 191 no país, a par com Castro Daire, Cinfães, Lamego, Mangualde, Nelas, Oliveira de Frades, Penalva do Castelo, Resende, Santa Comba Dão, São Pedro do Sul, Sátão e Vila Nova de Paiva.

 

Pode ver também

Incêndio numa habitação em Moimenta da Beira desaloja casal

Um casal septuagenário ficou esta sexta-feira desalojado em Carapito, concelho de Moimenta da Beira, após …

Comente este artigo