Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Covid-19: Câmara de Viseu apoia 93 agentes culturais

Covid-19: Câmara de Viseu apoia 93 agentes culturais

O Município de Viseu aprovou as candidaturas de 93 agentes culturais, no âmbito do “VISEU CULTURA +”, um subprograma do “VISEU CULTURA” destinado a apoiar a manutenção da atividade artística e cultural de artistas, bandas e coletividades do concelho.

São 86 as propostas, que originarão 159 espetáculos/atividades presenciais, para além de 7 propostas digitais, que irão receber apoio municipal para a sua produção e realização. “Num período tão difícil, em especial para quem vive da Cultura, não hesitámos em avançar com este apoio, tentando abranger o maior número possível de agentes culturais”, afirma Conceição Azevedo, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Viseu.

Recorde-se que a autarquia viseense destinou 150 mil euros para este subprograma extraordinário, lançado no passado mês de fevereiro.

Foram mais de 200 as candidaturas recebidas, num montante global de cerca de 700 mil euros, e de diferentes pontos do país e exterior (uma de Londres), apesar do programa se destinar apenas a promotores do concelho de Viseu. “A recetividade que sentimos na resposta ao desafio que lançámos demonstra bem o alcance da política cultural que o Município de Viseu desenvolveu nos últimos anos”, lembra Conceição Azevedo.

Para além da preocupação em chegar ao maior número de pessoas, o júri responsável pela análise técnica pretendeu alcançar o maior número de áreas possível, atendendo, naturalmente, aos objetivos e às orientações definidas. Assim, entre atividades presenciais e ações digitais, foram selecionados projetos nas áreas da Música, Artes Performativas, Cinema, Oficina e Novo Circo.

O objetivo é contribuir para a manutenção da atividade artística e cultural de artistas, bandas e coletividades do concelho, em linha com a relevância das propostas para a programação municipal, através de uma “agenda supletiva de atividades online e presenciais”, e para o enquadramento no plano de ação anual “Viseu Cidade-Jardim”.

Importa salientar que as 86 propostas para o formato “espetáculos/atividades presenciais” que originarão 159 ações, bem como as 7 propostas para o formato “conteúdos digitais”, abrangem praticamente todas as freguesias do concelho. Neste momento, existe ainda um montante disponível que ronda os 23 mil euros, a atribuir a uma bolsa de candidaturas não selecionadas nesta fase. 

Como estabelecido previamente no subprograma municipal, o calendário de lançamento dos conteúdos digitais, assim como da realização dos espetáculos contratados, é definido e gerido pelo Município de Viseu. As atividades serão distribuídas ao longo do ano de 2021.

No entanto, a autarquia vai já avançar com 30% do financiamento atribuído a cada proposta, como forma de reserva do espetáculo/atividade. “Nos últimos anos, segundo o INE, Viseu alcançou o 1º lugar no número de sessões ao vivo por mil habitantes e o 2º lugar no indicador de públicos em espetáculos ao vivo por mil habitantes.

O nosso concelho encontra-se também em 4º lugar do número absoluto de espetadores, a seguir a Braga, Lisboa e Porto. Este é um património conquistado nos últimos anos que não podemos perder, pelo que a autarquia continuará a apoiar o setor da Cultura”, conclui Conceição Azevedo.

 

Pode ver também

Aeródromo de Viseu: instalação de valências do “Centro de Emergência e Proteção Civil”

Foi assinadono Quartel dos Bombeiros Sapadores de Viseu, instalado no Aeródromo Municipal, o protocolo de …

Comente este artigo