Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Comissão vai acompanhar funcionamento de ETAR de Nelas para evitar poluição

Comissão vai acompanhar funcionamento de ETAR de Nelas para evitar poluição

O presidente da Câmara de Nelas anunciou a criação de uma comissão que vai acompanhar o funcionamento da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), para evitar novos casos de poluição da ribeira de Travassos.

A população de Beijós, no concelho de Carregal do Sal, tem-se queixado da poluição da ribeira de Travassos, que atribui ao mau funcionamento da nova ETAR de Nelas, inaugurada em junho do ano passado e que representou um investimento de cinco milhões de euros.

“A Câmara de Carregal do Sal, a Junta de Freguesia de Beijós e a população terão conhecimento de todas as análises e de todo o processo da ETAR”, garantiu à agência Lusa o presidente da Câmara de Nelas, Joaquim Amaral.

A ETAR foi hoje visitada por responsáveis das duas autarquias e por populares, que recentemente constituíram o Movimento Pró Ribeira Limpa, com a intenção de ver definitivamente resolvido o problema de poluição.

Uma das porta-vozes do movimento, Mariana Abrantes, contou à Lusa que o problema se arrasta há vários anos e lembrou um episódio “muito grave” ocorrido em 2014.

“Em 2021, por altura da inauguração, também houve vários episódios de poluição. Disseram que estavam em testes, que iam afinar e que ficaria tudo bem daí a dois ou três meses”, recordou.

Segundo Mariana Abrantes, efetivamente a situação melhorou, mas voltou a piorar no final de janeiro deste ano, altura em que “a espuma parecia saída de uma máquina de lavar fora de controlo, eram quilómetros de espuma”.

“O povo ficou assustado e revoltado e o movimento criou-se num ápice”, frisou.

Joaquim Amaral, eleito pela primeira vez nas últimas autárquicas, disse que “antes havia uma ETAR que descarregava água sem haver tratamento, agora há tratamento”, ou seja, “a água é descarregada, mas só depois de tratada”.

O autarca assumiu que, recentemente, houve “um problema de descarga, mas que está resolvido”.

“Tivemos uma reunião com a Câmara de Carregal do Sal e a Junta de Beijós e dissemos-lhes que a situação estava resolvida e que iríamos monitorizar isso. Convidamo-los a conhecer a ETAR e foi isso fizemos hoje”, contou.

A autarquia viu já aprovada a candidatura para um projeto que visa fazer o reaproveitamento da água da ETAR para fins industriais que, no entanto, só deverá estar concluído no segundo semestre do próximo ano.

“O projeto do aproveitamento da água andará à volta de 1,6 milhões de euros. O projeto está feito, já foi aprovado em reunião de Câmara e, portanto, o processo está a avançar”, assegurou.

O Movimento Pró Ribeira Limpa promete defender a sustentabilidade dos cursos de água a jusante do município de Nelas, atendendo à importância que têm para as populações.

“Beijós é uma aldeia do interior, numa zona muito agrícola, que já perdeu população e que estamos a querer salvar. Não nos podemos conformar com a perda da nossa ribeira”, sublinhou Mariana Abrantes.

 

Pode ver também

Académico de Viseu de luto pela morte do presidente, António Albino

António Albino, empresário viseense e que durante mais de uma década foi presidente do Académico de …

Comente este artigo