Home / Notícias / CIM Viseu Dão Lafões vai lançar concurso internacional de transportes de 50 ME

CIM Viseu Dão Lafões vai lançar concurso internacional de transportes de 50 ME

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões vai lançar um concurso de prestação de serviço, de cinco anos, de transportes públicos, no total de 50 milhões de euros (ME), depois da assembleia intermunicipal ter aprovado hoje a autorização.

“A CIM vai lançar durante a próxima semana, porque hoje tivemos a autorização da assembleia, do compromisso plurianual e vamos, na próxima terça-feira, no conselho intermunicipal, aprovar o caderno de encargos e o programa do concurso”, disse à agência Lusa o secretário executivo da CIM Viseu Dão Lafões.

Nuno Martinho acrescentou que, tendo em conta estas aprovações, “a intenção é, ainda no decorrer da próxima semana, lançar um concurso internacional de prestação de serviços de transportes públicos”.

O secretário executivo da CIM esclareceu, na assembleia intermunicipal – que hoje decorreu em Viseu e na qual os seis pontos da ordem do dia foram todos aprovados, por unanimidade -, que este é o segundo concurso, depois de em 2019, o primeiro procedimento ter ficado deserto.

“De lá para cá, já muita coisa mudou e agora não será para concessão, será sim uma prestação de serviços, o que torna o concurso mais atrativo, e por o período de cinco anos e num valor total superior a 50 ME, o que dá 10 ME ao ano”, especificou.

Do caderno de encargos, acrescentou, “há a obrigatoriedade de ar condicionado nos autocarros, de ‘hi-fi’ e o sistema de GPS integrado para que seja possível ligar os transportes a uma plataforma em que o cliente possa saber o tempo de espera”.

“Com isto, vamos também ter uma idade média da frota mais nova de que a atual; e também estamos a introduzir dois transportes urbanos, que não existiam, em Tondela e em Mangualde”, referiu.

À agência Lusa salientou que um outro objetivo deste concurso “é incrementar nas pessoas a utilização dos transportes públicos na região, é levar os cidadãos a usar cada vez mais os transportes públicos”.

Apesar de não saber quanto tempo poderá demorar todo o processo, que implica visto de Tribunal de Contas e, naturalmente, implementação no terreno por parte da empresa vencedora, Nuno Martinho admitiu que “o desejo é estar tudo concluído antes do final do ano” de 2023.

Durante a assembleia intermunicipal, o secretário executivo apresentou ainda dados sobre o projeto da CIM Viseu Dão Lafões “Ir e Vir”, lançado em outubro de 2021, cure permite aos cidadãos recorrerem a um serviço de táxis, na ausência de transportes públicos.

“Desde o início do projeto já tivemos 9.000 pedidos e estamos, atualmente, com uma média de 1.000 passageiros por mês, o que revela bem o grande sucesso deste transporte flexível”, sustentou Nuno Martinho.

Números que fizeram com que deputados de diversos concelhos interviessem, não só para elogiar o projeto da CIM Viseu Dão Lafões, como também para dar exemplos das suas regiões de “coesão territorial no próprio município”.

 

Pode ver também

II Passeio TT “Terras do Demo” saiu para a estrada com 85 jipes

Foram 30 quilómetros cheios de adrenalina pura. O II Passeio TT “Terras do Demo” realizou-se …

Comente este artigo