Home / Notícias / CIM Viseu Dão Lafões recebe financiamento europeu para três projetos inovadores 

CIM Viseu Dão Lafões recebe financiamento europeu para três projetos inovadores 

Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões viu ser aprovado o financiamento da União Europeia para três projetos que apresentou, ao abrigo do Programa Interreg Sudoe, que apoia o desenvolvimento regional no sudoeste da Europa.  

Do total de 71 projetos que avançaram para a segunda fase de candidaturas, o Comité de Acompanhamento do programa selecionou 34, incluindo dois projetos que têm a CIM Viseu Dão Lafões como entidade beneficiária: o AgroTour Sudoe e o An-Gel. Um terceiro projeto, denominado Sudoe Aquapred, conta com a CIM como parceira. 

Os projetos financiados 

Os dois projetos em que a CIM é entidade beneficiária têm como objetivo comum melhorar as condições de vida nas comunidades rurais. 

O projeto AgroTour Sudoe parte do princípio de que a aposta no agroturismo é uma boa oportunidade para os produtores agrícolas e pecuários das regiões abrangidas diversificarem as suas fontes de rendimento, permitindo também a valorização dos produtos junto dos consumidores, a atração de jovens talentos para o setor e a dinamização das economias locais nas zonas rurais.  

Em concreto, o AgroTour Sudoe vai desenvolver experiências-piloto inovadoras nos territórios, ao nível do agroturismo, que aproximem a sociedade urbana e rural.  

Já o projeto An-Gel Sudoe tem como foco o aviso e controlo do risco de geadas de primavera na agricultura e arboricultura. Estas geadas têm efeitos muito negativos na agricultura, com perdas até 100% em algumas árvores de fruto e vinhas, e a maioria das produções agrícolas não tem formas de prevenir e combater o risco.  

O projeto prevê desenvolver e testar soluções inovadoras para a prevenção e adaptação ao risco de geadas, bem como um sistema de alerta precoce para os produtores. As soluções testadas serão identificadas através de um processo participativo com produtores locais.  

Espera-se que os resultados das soluções testadas ajudem os agricultores a adaptarem-se ao risco de geadas, aumentando a resiliência das produções. No território de Viseu Dão Lafões, as culturas preferenciais para o projeto são a maçã e a vinha, por serem as mais vulneráveis às geadas. 

Para Nuno Martinho, Secretário Executivo da CIM Viseu Dão Lafões“a aprovação do financiamento destes projetos, entre muitas candidaturas europeias que não foram validadas, comprova que a Comunidade Intermunicipal Viseu Dão Lafões está na linha da frente da inovação e da sustentabilidade, também a nível internacional. São projetos muito importantes, uma vez que apostam na inovação e estabelecem colaborações estreitas entre regiões muito diversas do sudoeste da Europa. Além disso, o seu impacto direto nas áreas agroalimentar e turística fortalece dois pilares económicos essenciais para a nossa região”.  

 

Pode ver também

CENTRO HISTÓRICO DE SERNANCELHE RECEBE, DE 11 A 13 DE JULHO, O SER+CULTURA

Sernancelhe organiza, de 11 a 13 de julho, a edição de 2024 do festival de …

Comente este artigo