Home / Notícias / CIM Viseu Dão Lafões lança concurso de 50 ME para transportes

CIM Viseu Dão Lafões lança concurso de 50 ME para transportes

A Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões lançou um concurso internacional para a exploração do serviço de transportes rodoviários de passageiros durante cinco anos, no valor de cerca de 50 milhões de euros.

“Com este concurso, queremos estimular o uso dos transportes públicos por parte dos habitantes da região Viseu Dão Lafões. Os pressupostos que integram o caderno de encargos asseguram que a frota vai ser mais amiga do ambiente, além de recente e confortável para o uso diário”, justificou o presidente da CIM, Fernando Ruas.

Na opinião do autarca, que também preside a Câmara de Viseu, “a Internet a bordo e o ar condicionado são mais-valias importantes, que seguramente irão atrair cidadãos de todas as idades para o serviço”.

O concurso prevê 139 autocarros, com ar condicionado e ‘wi-fi’ gratuito, que servirão todas as localidades do território com mais de 40 habitantes.

Para o secretário executivo da CIM, Nuno Martinho, “este concurso representa uma verdadeira revolução na forma como os cidadãos de Viseu Dão Lafões vão olhar para o serviço público de transportes”.

“O processo iniciou-se agora, mas acreditamos que em setembro teremos os resultados do concurso”, considerou.

Como depois “haverá um período para a empresa vencedora se instalar no terreno”, Nuno Martinho estimou que, “no final deste ano ou, o mais tardar, no primeiro trimestre do próximo ano”, os cidadãos poderão usufruir do novo serviço.

Este concurso surge depois de, em 2019, um primeiro não ter registado concorrentes.

No entender da CIM, “os pressupostos do novo concurso tornam-no mais atraente para as empresas do setor, uma vez que o período de vigência foi alargado para cinco anos” e “o modelo passa a ser uma prestação de serviços, segundo o qual o operador é remunerado através de um pagamento anual, e não uma concessão, como previa a proposta anterior”.

A CIM referiu que, “para assegurar o conforto dos passageiros, do caderno de encargos consta a obrigatoriedade de ar condicionado e de internet ‘wi-fi’ gratuita nos autocarros, além de um sistema de GPS integrado, para que seja possível conectar os transportes a plataformas digitais”.

Desta forma, o utente poderá “confirmar informações diversas, tal como o tempo de espera do próximo veículo”, acrescentou.

Com este concurso, a CIM Viseu Dão Lafões espera “gerir todo o serviço público de transporte de passageiros no território através de um só operador, em todas as linhas municipais (excluindo a rede e serviços concessionados pelo município de Viseu), intermunicipais e inter-regionais, bem como em dois novos circuitos urbanos a criar nas cidades de Mangualde e Tondela”.

“O número estimado de autocarros é de 137 para a rede geral e de dois para a rede urbana. A idade média da frota mais nova vai ser reduzida em relação à atual, uma vez que o concurso prevê veículos com menos de 16 anos, para a rede geral, e menos de 08 anos, para a rede urbana”, explicou.

Os novos veículos, que estarão caracterizados com o logótipo da CIM Viseu Dão Lafões, “deverão apresentar uma classe de emissões igual ou inferior àquela dos substituídos”, acrescentou.

A CIM avançou que “a bilhética usará um sistema sem contacto, para maior facilidade de utilização por parte dos passageiros”.

“Os passageiros poderão utilizar todos os autocarros ao longo do percurso para o qual tenham adquirido passe, sendo a bilhética e os tarifários únicos e integrados para toda a CIM Viseu Dão Lafões. Esta mecânica permite potenciar economias de escala e de rede”, frisou.

Segundo a CIM, “está também previsto assegurar a interoperabilidade do sistema de bilhética com os operadores adjacentes, viabilizando assim a criação de títulos intermodais”.

 

Pode ver também

Câmara de Lamego distingue Núcleo da Liga dos Combatentes com Medalha de Ouro

A Câmara Municipal de Lamego vai atribuir a  Medalha de Ouro da Cidade ao Núcleo de Lamego …

Comente este artigo