Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Castro Daire: Associação S. O. S. Rio Paiva pede investigação a descargas poluentes

Castro Daire: Associação S. O. S. Rio Paiva pede investigação a descargas poluentes

A associação S. O. S. Rio Paiva fez um apelo urgente ao Ministro do Ambiente, para que seja investigada a origem de grandes descargas poluentes no Rio Paiva, no concelho de Castro Daire.

Nos últimos anos, “estas descargas são visíveis a jusante da localidade de Reriz, sendo efetuadas de manhã cedo sem que se consiga apurar a sua origem”, refere a associação em comunicado.

Neste mês de Agosto de 2020 a situação voltou a repetir-se tendo alguns munícipes captado imagens do rio coberto de espuma, situação que ocorre praticamente todos os dias pela manhã colocando em risco não só a biodiversidade deste sítio da Rede Natura 2000, mas também a saúde pública de milhares de pessoas que nesta altura do ano frequentam as águas do Rio Paiva.

Segundo a associação, “as descargas ocorrem praticamente todos os dias de manhã, sendo a poluição visível no troço do rio a jusante da ETAR de Castro Daire, e que no mês de agosto a população do concelho de Castro Daire aumenta de forma muito significativa com o regresso de milhares de emigrantes”, a S.O.S. Rio Paiva suspeita que estas descargas podem estar relacionadas com o subdimensionamento das ETARs de Castro Daire que não conseguem comportar todo o caudal de esgotos nesta altura do ano.

A S.O.S. Rio Paiva espera que as autoridades atuem de forma rápida e eficiente para apurar os responsáveis por estas descargas e acionem os mecanismos legais para impedir futuros crimes desta natureza.

A associação desafia ainda o “Ministério do Ambiente a verificar os locais onde são efetuadas as descargas das estações de tratamento de águas residuais para constatar que as mesmas não fazem um tratamento adequado dos esgotos, como pode ser facilmente verificado no terreno”.

Há mais de 10 anos que esta organização denuncia descargas poluentes no Rio Paiva sem que sejam colocado um fim a estes crimes ambientais. Nos últimos anos o Rio Paiva tornou-se um importante destino turístico graças aos milhões de euros gastos no desenvolvimento do turismo na região de Arouca (a jusante de Castro Daire), com a construção dos famosos “passadiços do Paiva”, pelo que este investimento pode estar comprometido com o aumento da poluição no rio.

A S.O.S. Rio Paiva defende há vários anos que o investimento no turismo seja acompanhado de um forte investimento na identificação e eliminação dos focos de poluição bem como num sistema de fiscalização verdadeiramente eficaz que impeça este tipo de crimes.

A associação diz que “os dados oficiais, relatórios e análises efetuadas ao efluente das ETAR não são fiáveis nem correspondem às observações efetuadas no terreno que mostram uma realidade muito diferente. A maioria das ETAR não faz um tratamento adequado dos esgotos, como tem sido demonstrado pelas denúncias constantes da S.O.S. Rio Paiva, contrariando os dados que chegam aos gabinetes da Agência Portuguesa do Ambiente e Ministério”.

 

Pode ver também

Freguesia de Côta – Apoio ao Estudo aos Alunos

A Junta de Freguesia de Côta (Viseu), elaborou e aprovou um Regulamento para o Apoio …

Comente este artigo