Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Grandes Opções do Plano: Câmara de Viseu com saldo positivo de 500 mil euros em 2019

Grandes Opções do Plano: Câmara de Viseu com saldo positivo de 500 mil euros em 2019

A Câmara de Viseu aprovou as contas relativas ao exercício de 2019, que incluem uma poupança de 6,3 milhões de euros de receita corrente e um saldo positivo de quase 500 mil euros.

Segundo Almeida Henriques, “a execução da receita global alcançou, em 2019, um montante de 76,8 milhões de euros”.

“Desta forma, toda a despesa foi satisfeita, visto que a receita global foi superior à despesa global, exibindo-se um excedente orçamental nas contas da autarquia, justificado, em grande medida, pelo princípio da prudência adotado”, acrescentou.

As Grandes Opções do Plano traduziram-se num montante executado superior a 36,9 milhões de euros.

O autarca disse também que, no final de 2019, “a dívida total das operações orçamentais do município de Viseu baixou para 15,5 milhões de euros, o que se expressou numa queda de 27,6%, ou seja, menos 5,9 milhões de euros face à dívida inicial”.

A poupança corrente permitiu que a Câmara apresentasse no final do ano um saldo de gerência superior a 20,6 milhões de euros.

Também a Sociedade de Reabilitação Urbana e a Habisolvis apresentaram contas positivas em 2019.

As Águas de Viseu “apresentaram contas saudáveis, com um acréscimo de investimento no sistema, refletindo também a evolução do número de clientes, tanto na rede de abastecimento de água, como na rede de drenagem de águas residuais”, afirmou Almeida Henriques, acrescentando que “a receita totalizou 14,1 milhões de euros”.

O autarca disse aos jornalistas que “nada será como dantes” depois da pandemia da covid-19, antecipando que “as boas contas hoje apresentadas e a boa saúde dos municípios poderá estar em risco”, devido à “enorme redução de receita”.

O executivo camarário aprovou também a proposta de adjudicação, do compromisso e da minuta do contrato da empreitada de requalificação das pistas de atletismo, renovação do relvado e da rede de rega do Estádio Municipal do Fontelo, assim como da rua Anacleto Pinto, ao lado do recinto desportivo.

Segundo Almeida Henriques, esta é “uma intervenção global que ascende a 1,5 milhões de euros e tem um prazo de execução de 210 dias”.

O projeto prevê a colocação de um novo piso sintético, essencialmente destinado ao atletismo, ficando o recinto apto a acolher provas nacionais e internacionais.

“Os topos do campo de futebol, nos quais se desenvolverão as restantes disciplinas de atletismo, serão de igual modo requalificados. O projeto prevê ainda a aquisição de material novo e homologado que permita a prática e o treino das diversas disciplinas de atletismo”, acrescentou.

O autarca disse ainda que, na zona destinada essencialmente à prática do futebol, “será aplicado um novo relvado, com recurso a relva natural por sementeira, por ser mais durável”.

 

Pode ver também

Lamego: Festival Wine & Music Valley regressa em 2021. Ana Moura e João Pedro Pais estão entre os artistas confirmados

A Câmara Municipal de Lamego anunciou que o festival inspirado no vinho, Wine & Music …

Comente este artigo