Home / Notícias / Câmara de Lamego duplica capacidade do Abrigo – Centro de Recolha de Animais

Câmara de Lamego duplica capacidade do Abrigo – Centro de Recolha de Animais

A Câmara de Lamego vai ampliar e requalificar o Abrigo – Centro de Recolha Oficial de Animais, no âmbito de um investimento de 170 mil euros que permitirá duplicar a capacidade atual e acolher mais de 100 animais.

“A ampliação do Abrigo é uma medida de caráter urgente com vista a dar resposta aos crescentes desafios de saúde pública e bem-estar animal do concelho”, justificou o presidente da autarquia, Francisco Lopes.

A obra, que ficará concluída no prazo de meio ano, prevê a construção de 16 novas boxes para cães vadios ou errantes, quatro cercados para alojamento de matilhas e uma pequena dependência para alojamento de gatos. Será também criada uma cozinha para a preparação de alimentos.

Francisco Lopes realçou que “a sensibilização para a saúde e o bem-estar dos animais de companhia tem sido uma causa” que o município de Lamego “tem vindo a abraçar e que é uma necessidade cada vez mais premente”.

“A gestão dos animais de companhia é um problema muito complexo que vamos ter de continuar a gerir. A ampliação do Abrigo é apenas um analgésico. Grande parte destes animais vão viver aqui durante muitos anos e representar um custo enorme para este município”, lamentou, considerado que, “felizmente, a sociedade está cada vez mais desperta para este tema”.

O Abrigo foi criado em 2008, junto do Parque Biológico da Serra das Meadas. O seu alargamento enquadra-se no atual Plano de Bem-Estar Animal do município.

Este plano integra um conjunto de iniciativas que “pretende dar resposta à crescente preocupação com o bem-estar animal, à segurança e tranquilidade das populações, bem como apoiar as famílias mais necessitadas para que possam assegurar os cuidados de saúde aos seus animais de companhia”.

O objetivo do município é “combater o abandono animal e promover a adoção responsável”.

 

Pode ver também

Em Penalva do Castelo bebé faleceu em creche da Santa Casa da Misericórdia 

Esta segunda-feira, 15 de abril, uma menina de três meses faleceu em Penalva do Castelo, …

Comente este artigo