Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Câmara de Aguiar da Beira com orçamento de 11,6 ME para 2022

Câmara de Aguiar da Beira com orçamento de 11,6 ME para 2022

A Câmara de Aguiar da Beira tem para este ano um orçamento no valor de 11,6 milhões de euros, que “tem uma visão estratégica para o concelho” e é considerado de “responsabilidade e realista” pelo seu presidente.

“É um orçamento que tem uma visão estratégica para o concelho, que assenta no nosso compromisso eleitoral sufragado em setembro” de 2021, disse o autarca independente Virgílio Cunha.

O executivo definiu “as áreas prioritárias que vão ao encontro das necessidades básicas das populações, com rigor, com transparência e com responsabilidade”, afirmou.

O orçamento municipal para 2022, no valor de 11,6 milhões de euros, é mais reduzido do que o do ano anterior, que foi de 11,9 milhões.

“É, sobretudo, um orçamento de responsabilidade e realista. Nós, efetivamente, poderíamos ter orçamentado mais. O orçamento tinha condições para crescer e ser mais elevado, só que pouco nos interessava ter um orçamento mais elevado e depois ver que a realização poderia ficar mais abaixo daquilo que eram as nossas expectativas. E, daí, preferimos ter um orçamento mais realista, de modo que tenhamos, também, uma realização ao longo do ano que se aproxime do orçamento [aprovado]”, justificou Virgílio Cunha.

Segundo o autarca, os maiores investimentos vão para infraestruturas básicas de água, saneamento e arruamentos, quer na vila sede de concelho, quer nas freguesias.

“Temos, ainda, uma parte da vila que não tem saneamento básico, na extremidade da Estrada Nacional (EN) 229, chamada Avenida da Liberdade, virada a norte, e só essa obra custará à volta de um milhão de euros. Depois, temos o arranjo do Bairro de Santo António, que é também nessa extremidade da vila”, explicou.

Ainda nas infraestruturas básicas, o município prevê realizar “uma obra também de algum vulto, que é o saneamento básico em Penaverde, na povoação de Moreira”.

“Temos ainda uma solução que temos que arranjar para um pavilhão multiusos que não temos. E, ou partimos de um gimnodesportivo que temos, e tentar arranjar uma solução que dê para as duas situações, ou fazer, inclusive, um novo pavilhão”, disse.

Segundo o presidente da Câmara Municipal de Aguiar da Beira, “uma grande fatia” do orçamento vai para a sede de concelho, onde também existe necessidade de remodelar o armazém municipal.

O município liderado pelo autarca independente também atribui verbas no orçamento para o setor da habitação (para melhorar habitações, apoio ao arrendamento e apoio aos agregados familiares mais carenciados) e para a melhoria dos serviços prestados na área da saúde.

De acordo com o autarca, no documento estão verbas destinadas a combater a pandemia e para iniciativas relacionadas com a mitigação dos seus efeitos na economia local.

“Tem sido uma das prioridades que temos tido e iremos continuar a ter enquanto essa situação se mantiver”, garantiu Virgílio Cunha.

O orçamento de Aguiar da Beira foi aprovado por maioria pelo executivo municipal, com três votos a favor dos elementos eleitos pelo movimento independente e com a abstenção dos dois vereadores do PSD.

O documento também foi aprovado por maioria pela Assembleia Municipal, com a abstenção de sete eleitos do PSD.

 

Pode ver também

Tondela vai distribuir compostores domésticos nas escolas e IPS

No âmbito da implementação do Projeto “Biobairros – da Terra à Terra”, a Associação de …

Comente este artigo