Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Bloco de Esquerda pede intervenção do Governo para parar abate de árvores em Viseu

Bloco de Esquerda pede intervenção do Governo para parar abate de árvores em Viseu

O Bloco de Esquerda (BE) questionou o Governo sobre o abate de árvores na Mata do Fontelo e apela à sua intervenção e à da Câmara Municipal para pararem o abate e a destruição da área em questão.

Segundo uma nota de imprensa, o documento enviado pelo Bloco de Esquerda à Assembleia da República questiona se o Governo tem conhecimento da situação e se “tem intenção de interceder junto da Câmara Municipal de Viseu para que esta atue no sentido de parar a destruição da Mata do Fontelo”.

Em causa, estão, o abate de centenas de árvores que, segundo o Bloco de Esquerda, são “na sua esmagadora maioria carvalhos, independentemente da idade e da sua função em todo o ecossistema da Mata do Fontelo, uma área de vegetação com origem secular, na cidade”.

O abate de árvores está a ser levado a cabo num terreno privado, e o BE refere no documento, que tem defendido que o terreno onde estão a decorrer os abates, seja integrado na gestão da Mata do Fontelo, para garantir a preservação do espaço e das espécies.

Segundo o BE “só na parte de gestão pública, foram identificadas 37 espécies, 13 das quais autóctones. As mais representadas são o carvalho (Quercus robur), com 1.850 exemplares, o loureiro (Laurus Nobilis), com 1.614, e o medronheiro (Arbutus Unedo) com 1.315”, contabilizam no documento.

O BE acrescenta ainda que a área que está a ser devastada, de acordo com a observação de imagens de satélite, é mais densa que a pública, tornando-se inevitável defender a sua preservação.

Os bloquistas pedem ainda a classificação da Mata do Fontelo como património natural, transformando o espaço numa zona protegida, a fim de não permitir que possa ser construído.

 

Pode ver também

Covid-19: Vila Nova de Paiva o segundo concelho com a maior taxa de incidência

 

Comente este artigo