Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Autárquicas: Marco Almeida quer dar continuidade ao projeto socialista em Mangualde

Autárquicas: Marco Almeida quer dar continuidade ao projeto socialista em Mangualde

A habitação, o desenvolvimento económico e a coesão social serão algumas das apostas de Marco Almeida (PS) caso seja eleito presidente da Câmara de Mangualde nas eleições autárquicas de 26 de setembro.

O atual presidente da União das Freguesias de Mangualde, Mesquitela e Cunha Alta pretende dar continuidade ao projeto socialista iniciado em 2009 por João Azevedo (que agora se candidata à Câmara de Viseu).

“Será um mandato de continuidade, por exemplo, naquilo que foi o rigor financeiro tido ao longo destes doze anos. Não quero com isto dizer que será um mandato igual. São candidaturas, pessoas e programas diferentes, com objetivos diferentes”, referiu Marco Almeida à agência Lusa.

O candidato disse ter assumido “a responsabilidade de consolidar o trabalho até aqui feito, com a ambição de fazer cada vez mais e melhor”, sobretudo no contexto difícil gerado pela pandemia de covid-19.

“Temos a melhor equipa para continuarmos a desenvolver e a afirmar o concelho no contexto regional, nacional e, em alguns aspetos, também internacional”, frisou.

Um dos seus objetivos é “reduzir nos próximos dois anos, de uma forma progressiva, o IMI (Imposto Municipal sobre Imóveis), para que passe a ser de 0,3% (atualmente é de 0,34%)”.

“Também queremos baixar as taxas administrativas à reabilitação urbana, vamos apostar na requalificação dos bairros municipais e dar apoio à habitação”, avançou.

Marco Almeida destacou também o objetivo de “incentivar e apoiar a criação de centros de acolhimento em empresas de base tecnológica em ambiente de regeneração urbana” e a atribuição de “bolsas para apoio e incentivo à investigação no concelho”.

“Vamos continuar a atribuir bolsas a estudantes que têm dificuldades financeiras para poderem estudar fora, mas depois temos que pensar no seu retorno. Queremos ir buscar aqueles que nos podem trazer conhecimento”, justificou.

A criação de um museu da história da indústria em Mangualde, de uma zona de acolhimento empresarial de base rural para a promoção e apoio de investimentos ao setor primário e de um corredor ecológico que ligue o parque urbano da Avenida da Senhora da Castelo, o Monte da Senhora do Castelo, a Citânia da Raposeira e um parque de caravanismo são outras propostas da candidatura.

Além de Marco Almeida, concorrem às eleições autárquicas de 26 de setembro Joaquim Patrício (PSD/CDS-PP), António Vilarigues (CDU) e António Pais Silva (Chega).

Em 2017, o PS venceu as eleições com 69,53 por cento dos votos (obteve seis de sete mandatos), reconduzindo João Azevedo, que saiu em 2019 para assumir funções como deputado na Assembleia da República.

 

Pode ver também

Festival Outono Quente, de Viseu, privilegia artistas locais e nacionais

Duas companhias internacionais, 14 nacionais e 17 locais, num total de 80 artistas, animam de …

Comente este artigo