Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Autárquicas: Alexandra Pessoa (CDU) quer melhores acessos a São Pedro do Sul

Autárquicas: Alexandra Pessoa (CDU) quer melhores acessos a São Pedro do Sul

A candidata da CDU à Câmara Municipal de São Pedro do Sul, Alexandra Pessoa, defende que o concelho deve ter melhores acessos rodoviários, mais transportes públicos, valorização da agricultura sustentável e maior valorização profissional, aliada à liberdade crítica.

“São Pedro do Sul deve investir na agricultura, protegendo os pequenos e médios agricultores e, para isso, deve procurar parcerias com outros municípios à volta, mesmo mantendo cada um a sua identidade, mas para que se consiga uma região de agricultura sustentável a um preço justo”, defendeu.

Alexandra Pessoa explicou à agência Lusa que “devem ser criadas infraestruturas para armazenamento e escoamento da produção, porque a agricultura dos pequenos agricultores acaba por ser esmagada e, por isso, é importante que haja uma rede entre os municípios para a proteção” dos produtos e dos produtores.

Natural de Lisboa, Alexandra Pessoa, de 53 anos vive, desde 2015, em São Pedro do Sul, naturalidade do seu companheiro, e trabalha, atualmente, no Museu Nacional Grão Vasco, em Viseu, como técnica de fotografia e radiografia para a conservação de obras de arte.

“Por isso sei bem da necessidade de desenvolver melhores acessibilidades não só a Viseu, porque a [estrada] nacional 16 é medonha, como também à A25 para que as vias não sejam só melhores como também mais rápidos”, sustentou.

Neste sentido, sublinhou igualmente a importância de “desenvolver mais os transportes públicos, porque são muito insuficientes, para que haja mais mobilidade e as pessoas possam continuar a residir em São Pedro do Sul e a trabalhar noutro local”, evitando assim a saída dos jovens.

“Também é preciso investir no termalismo, nomeadamente para quem faz as termas ter mais ofertas para os tempos livres” e, com isso, “criar novos empregos e oportunidades de gerar negócios, principalmente, para ajudar a fixar mais os jovens”, apontou.

Fixação de jovens que, em seu entender, também passa por “trabalho mais qualificado, apesar de ser um concelho agrícola, mas pode ter emprego qualificado” na região e “conciliar os vários setores de atividade”, sendo que para isso “é necessário melhorar os acessos às comunicações, nomeadamente da internet”.

“Também me candidato, porque é necessária uma valorização do trabalho, nomeadamente na câmara municipal, onde tem de haver uma boa gestão dos recursos humanos, nos diferentes serviços, para que as pessoas se sintam motivadas”, acrescentou.

Uma motivação a que Alexandra Pessoa junta “uma maior liberdade de expressão”, uma vez que no seu entender, “as pessoas não são livres de fazer uma crítica válida, porque quando o fazem são perseguidas”.

“Só com mais liberdade e mais abertura ao diálogo com a população, é que se consegue chegar a um melhor desempenho da câmara e, principalmente, às necessidades das populações”, defendeu.

À presidência da Câmara de São Pedro do Sul, nas eleições marcadas para 26 de setembro, também concorre o atual presidente, Vítor Figueiredo (PS), o ex-presidente António Carlos Figueiredo (PSD) e Miguel Santos (Chega).

A câmara tem, atualmente, sete mandatos, cinco do PS e dois do PSD. O executivo é liderado por Vítor Figueiredo desde 2013, que conquistou, em 2017, 61,01% dos votos, enquanto os social-democratas obtiveram 33,05% do eleitorado.

 

Pode ver também

Autárquicas: PAN quer dinamização de espaços verdes em Viseu

A porta-voz do PAN (Pessoas-Animais-Natureza), Inês de Sousa Real, defendeu que, as autarquias têm um …

Comente este artigo