Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Associação de Utentes e Sobreviventes diz que IP3 está abandonado
Fotografia IP3 Alive Fm

Associação de Utentes e Sobreviventes diz que IP3 está abandonado

O encerramento parcial e os vários condicionamentos do trânsito no Itinerário Principal 3 resultam da “falta de manutenção”, refere em comunicado a Associação de Utentes e Sobreviventes do IP3.

O itinerário que liga as cidades de Viseu e Coimbra, ao longo dos últimos anos não foi alvo de obras de manutenção, segundo a associação o IP3 está “abandonado”.

Durante anos, “não foram feitas obras de manutenção nos taludes, nem limpeza adequada das valetas, referiu à Alive Fm, Álvaro Miranda, representante da associação.

A Associação de Utentes e Sobreviventes, manifesta descontentamento” pelo encerramento total do IP3, no sentido de Viseu, entre o nó da Espinheira e Penacova.

Entre Trouxemil e Santa Comba Dão, também no sentido Coimbra-Viseu, a circulação de viaturas pesadas foi proibida na sequência das derrocadas e outros incidentes provocados pelo mau tempo, com a passagem das duas depressões.

Entre a Espinheira e Penacova, as viaturas ligeiras que se dirigiam para o interior da vila tiveram de seguir por vias secundárias, sem que fossem colocadas placas de sinalização.

Álvaro Miranda, diz que todas as vezes que há um incidente do IP3, a opção mais fácil é cortar o trânsito numa das vias.

A Associação de Utentes e Sobreviventes do IP3, pede mais respeito do Governo, aos milhares de automobilistas que todos os dias circulam naquele itinerário entre Viseu e Coimbra.

Em comunicado, a associação lamenta “o transtorno causado às populações e prejuízo às empresas de transporte de mercadorias”.

A Associação diz ainda ter várias “desconfianças sobre as obras em curso” no IP3, iniciadas no verão de 2019.

 

Pode ver também

Depressão Hortense. Chuva e vento forte com rajadas que podem chegar aos 120 km/h

Portugal continental vai ser afetado esta quinta e sexta-feira por chuva e vento forte e …

Comente este artigo