Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Água do rio abastece bombeiros e empresas em Oliveira de Frades
Fotografia de arquivo

Água do rio abastece bombeiros e empresas em Oliveira de Frades

Os Bombeiros Voluntários de Oliveira de Frades e algumas empresas do concelho estão a ser abastecidos por “águas brutas” para libertar a rede municipal para o consumo doméstico.

“Em articulação com os bombeiros locais, o município está a fornecer água a uma empresa do concelho, uma vez que a empresa não necessita de utilizar água da rede pública e era o que fazia até então”, realçou o vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Frades.

José Lima explicou que essa água está a ser tirada na localidade de Destriz,”no rio Alfosqueiro, de uma zona mais límpida e, no futuro, “mais empresas poderão ser abastecidas por água fora da rede” municipal.

“Com esta medida o município está a poupar a rede municipal para o consumo doméstico, medida que também abranger as corporações de bombeiros, com quem a autarquia articulou um local alternativo para o abastecimento de água, deixando de usar a da rede.

Isto “para situações de emergência, como são nesta altura do ano os incêndios”.

A par destas medidas “que já estão em prática”, o município lançou “há duas semanas uma campanha de sensibilização junto da comunidade para o consumo controlado de água, uma das primeiras medidas do plano de contingência”.

Segundo o autarca, Oliveira de Frades “está no nível dois, ou seja, seca severa”, e “diariamente há um controlo e fiscalização no consumo, assim como para o uso ilegal e abusivo de água”.

Segundo o vice-presidente o plano de contingência do municipio é dinâmico e as medidas são flexíveis e vai-se adaptando mediantes as necessidades e a realidade com que o concelho se depara no dia a dia. O controlo é feito diariamente até em possíveis fugas.

José Lima esclareceu ainda que a autarquia “também acabou com as regas em alguns espaços e, em outros, diminuiu o período e a duração de rega.

O autarca adiantou ainda que vão “colocar em teste uma nova bomba de captação de água na albufeira da barragem das Caínhas para utilização em caso de emergência”, acrescentando assim “mais uma a montante” da existente.

Foi també contactado com sucesso o explorador da barragem de Ribeiradio para a utilização provisória do domínio hídrico para fins de abastecimento público de água através de jangada e que permite captar mais dois a três metros de profundidade” na barragem, realçou José Lima.

Este responsável também disse que a autarquia está “a negociar com a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) o financiamento para a aquisição de uma Estação de Tratamento de Água Compacta”.

José Lima assumiu que a Câmara “deu início a algumas medidas que serão adaptadas ao longo do tempo” e “está já a trabalhar no futuro, uma vez que a tendência será esta” de ano para ano e, por isso, estão “já a trabalhar para prevenir no futuro”.

 

Pode ver também

Natal: Comboio Turístico circula pelas ruas da Cidade-Jardim

Com 6 viagens diárias e ponto de partida na Praça da República (Rossio), o comboio …

Comente este artigo