Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Desporto / Académico de Viseu derrotado pelo Vilafranquense

Académico de Viseu derrotado pelo Vilafranquense

O Vilafranquense venceu o Académico de Viseu por 2-1, após uma reviravolta alcançada em cinco minutos, em encontro da 29.ª jornada da II Liga de futebol, disputado hoje no Municipal de Rio Maior.

Fernando Ferreira colocou os visitantes na frente, a abrir a segunda parte, mas os golos de Ença Fati e Nené, aos 66 e 71 minutos, respetivamente, garantiram o triunfo dos ribatejanos.

Com este resultado, a equipa de Filipe Gouveia ultrapassa o Estrela da Amadora e iguala o Feirense na classificação, com 37 pontos, ao passo que a equipa de Pedro Ribeiro pode terminar esta ronda em zona de ‘play-off’ de despromoção ao terceiro escalão.

O jogo começou animado, com sinal mais para os visitantes, e foi dos pés de Fernando Ferreira que surgiu, aos seis minutos, o primeiro lance de perigo: após boa combinação com Paul Ayongo, o capitão atirou ligeiramente por cima da trave da baliza, quando já estava dentro da área.

A formação de Pedro Ribeiro, que procurava inverter um ciclo de quatro derrotas consecutivas no campeonato, mostrou-se sempre mais atrevida e, aos 30 minutos, esteve novamente perto de inaugurar o marcador.

Fernando Ferreira voltou a aparecer na área e atirou de cabeça muito perto do poste direto da baliza ribatejana. Seis minutos depois foi a vez de Mesquita surgir isolado dentro de área e obrigar Adriano Facchini a uma grande intervenção.

A equipa de Filipe Gouveia, a espaços, ia conseguindo chegar à área adversária, mas sem ocasiões de grande perigo para a baliza dos viseenses, pelo que o nulo ao intervalo era mais positivo para os ribatejanos.

Todavia, se a primeira parte foi penalizadora para o Académico de Viseu, a segunda iniciou da melhor forma.

Depois de Paul Ayongo trabalhar entre a defensiva ribatejana, a bola acabou por sobrar para o inconformado Fernando Ferreira que, de primeira, abriu o ativo para a formação de Viseu.

O tento, contudo, fez melhor à equipa do Vilafranquense, que subiu as linhas de pressão e encostou o Académico de Viseu ao meio-campo defensivo.

Após algumas tentativas, a equipa orientada por Filipe Gouveia acabaria por chegar ao empate.

Leonardo cruzou, à esquerda do ataque, e Ença Fati só teve de dar um ligeiro toque de cabeça antes de a bola entrar, num lance em que o guarda-redes visitante pouco podia fazer.

O tento relançou os ribatejanos no encontro e Wagner, que tinha entrado segundos antes, viu Gril defender um portentoso remate para canto.

Na sequência da jogada, o Vilafranquense completou a reviravolta: num canto marcado à maneira curta, Léo Bahia cruzou e Nené, a meias com a defesa, só teve de encostar, chegando aos 11 golos no campeonato.

Até ao fim da partida, a formação da casa, galvanizada pelo forte apoio das bancadas, manteve o controlo do encontro e até podia ter aumentado a vantagem por Lumeka, já na compensação.

Com este resultado, o Vilafranquense somou o segundo triunfo consecutivo, enquanto o Académico de Viseu averbou o quinto desaire consecutivo no campeonato e continua em zona complicada para assegurar a manutenção.

Lusa

 

Pode ver também

Câmara de Sátão promove combate à Vespa das Galhas do Castanheiro

O município de Sátão realizou 6 largadas do parasitoide Torymus sinensis, para combate à Vespa …

Comente este artigo