Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Viseu vai ter o primeiro transporte público autónomo
Foto Transportes em Revista

Viseu vai ter o primeiro transporte público autónomo

Viseu vai ser a primeira cidade portuguesa a ter em operação de transporte público um veículo totalmente elétrico e autónomo: o Viriato. Criado pela TULAlabs, o pequeno veículo, com capacidade para 24 passageiros (sentados e de pé), vai circular, em breve, na capital da Beira Alta.
A Câmara Municipal de Viseu apresentou hoje, no âmbito do evento Portugal Smart Cities Summit, em Lisboa, uma maquete deste veículo que, segundo o município, é “um transporte público não poluente, autónomo, disponível em permanência que, além dos benefícios para o ambiente, vai gerar poupança para o município substituindo o funicular. E uma vez que é silencioso, vai poder andar durante a noite”.À Transportes em Revista, Jorge Saraiva, gerente da TULAlabs, adianta que o veículo vai circular «numa via segregada, porque é isso que a legislação permite, onde se cruzará com outros carros apenas em cruzamentos com semáforos. Haverá peões nessa via». O mesmo responsável diz ainda que «a tecnologia utilizada neste veículo foi desenvolvida há nove anos e há três anos que veículos semelhantes circulam na Suíça sem qualquer problema». Jorge Saraiva acrescenta que «há sempre riscos, mas são controlados. Existe um sistema de deteção. O risco é o mesmo de um veículo com condutor».

O gerente da TULAlabs salientou ainda que «o veículo carrega em cinco minutos e tem autonomia para 100 quilómetros».
A operação deste carro é assegurada por um sistema de gestão e monitorização para veículos autónomos, que apresenta informação sobe a posição, a velocidade e distância percorrida de cada veículo em tempo real, permitindo, por exemplo, definir intervenções preventivas das componentes mecânicas, informações sobre ciclos de carga e descarga das baterias, entre outros.

O Viriato tem um nível cinco de automação, ou seja, é o nível máximo na escala criada pela Society of Automotive Engineers (SAE). A escala foi baseada no grau de autonomia da máquina e na necessidade de intervenção do homem no veículo. No nível cinco, a inteligência artificial assume na totalidade o controlo do automóvel, que está desprovido de pedais e volante.

De referir que o veículo desenvolvido pela TULAlabs estará em exposição, nos dias 24 e 25 de maio, no Mobitrans – 12.º Encontro Transportes em Revista, que terá lugar na cidade do Porto.

 

Pode ver também

Movimento “Chega” de Vila Nova de Paiva exige requalificação urbana

Habitantes ligados ao Movimento “Chega”, criado recentemente, colocaram cartazes frente ao edifício da câmara de …

Comente este artigo