Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Viseu assume-se como “destino nacional de gastronomia” e promete “boa comida”

Viseu assume-se como “destino nacional de gastronomia” e promete “boa comida”

O presidente da Câmara de Viseu revelou que 2019 é o ano em que o município se assume como “destino nacional de gastronomia” e promete “boa comida” e formação nas escolas para uma alimentação saudável.

“A cidade de Viseu elege o seu património gastronómico e os seus atributos à mesa como um mote de valorização cultural e turística e, neste âmbito, vai desenvolver um plano anual de ação em três eixos”, avançou o autarca Almeida Henriques.

O presidente de câmara explicou que este plano passará pela “valorização cultural, patrimonial e económica de produtos locais, a qualificação de recursos e operadores económicos e um terceiro eixo virado para a promoção e animação” turística.

Como público-alvo, está a “comunidade local e regional e todo o mercado nacional e ibérico, que acaba por ser o destino que mais procura” Viseu e, por isso, ao longo do ano a gastronomia assumirá o papel principal nos diversos eventos da cidade e será o mote para novas iniciativas.

Viseu estará também no início do ano, e pela primeira vez, na Feira Internacional de Turismo de Madrid (FITUR), onde será apresentada “toda a oferta viseense, com foco na gastronomia, e será uma participação ativa”. Marcará ainda presença, “como é habitual, na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), este ano com o enfoco na gastronomia”.

Durante o ano irão decorrer ações formativas para a fileira gastronómica e restauração local também se vão realizar ações educativas de gastronomia saudável, voltadas para a comunidade escolar e famílias, dentro de uma lógica de alimentação nas escolas.

Almeida Henriques lembrou os “programas em curso de alimentação mediterrânica, de uma alimentação saudável” e “o combate à obesidade”, o autarca salientou ainda que “também os museus municipais estarão dedicados ao património gastronómico” de Viseu.

O presidente do executivo municipal esclareceu também que a formação que vai acontecer nesta área da restauração resulta de “um projeto privado, que dentro de pouco tempo será apresentado”, sublinhando que o mesmo “será também uma mais valia para a vertente da cozinha e atendimento”. Destacou também “a formação que decorre na Casa da Ribeira” e o “trabalho com a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal que tem sido desenvolvido e que terá continuidade”.

O destino nacional gastronómico nasce no âmbito da estratégia do ‘marketing’ territorial que a autarquia e a Viseu Marca têm vindo a promover desde 2017, com a criação do ano oficial para visitar Viseu.

Em 2018, Viseu foi cidade europeia do folclore.

 

Pode ver também

Viseu: Sede de combate à violência no desporto inaugurada na segunda-feira

A sede da Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto (APCVD), …

Comente este artigo