Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Três municípios unem-se e constroem eco trilho na margem do rio Teixeira em Lafões

Três municípios unem-se e constroem eco trilho na margem do rio Teixeira em Lafões

As margens do rio Teixeira, na zona de Lafões, vão ter um eco trilho com mais de nove quilómetros e, para isso, foi assinado hoje um acordo entre as três autarquias envolvidas, dos distritos de Viseu e Aveiro.

“Estão criadas as sinergias para que se crie um fenómeno de desenvolvimento de toda uma região e é com elevado orgulho que aqui estou, porque é o alavancar de cada um dos municípios, cada um com o seu ponto de interesse”, salientou o presidente da Câmara de Oliveira de Frades.

Paulo Ferreira falava no ato de lançamento do projeto – que se celebrou na Junta de Freguesia de São João da Serra, Oliveira de Frades – e de assinatura de um acordo entre as três autarquias, que “vai permitir fazer umas das obras mais emblemáticas da região”, que “será inscrita nos lugares a visitar em Portugal e até além-fronteiras”.

O Eco Trilho do Teixeira, explicou o presidente de São Pedro do Sul, “é um projeto que vai ser pago em partes iguais pelas três Câmaras e depois irá ser pago em função dos quilómetros que ficam em cada município e do que irá ser feito em cada um dos concelhos”.

Vítor Figueiredo adiantou que “o projeto está, neste momento, a ser feito e ainda não há pormenores”, mas desvendou que “irá ter algumas pontes, em madeira, corrimãos em trilhos naturais” e “é em função do que será construído em cada município que serão depois divididos os custos”.

O projeto, que deu hoje o “pontapé de saída com a assinatura deste acordo de cooperação”, no entender do presidente de Vale de Cambra, distrito de Aveiro, visa “valorizar uma natureza que está virgem, que tem um enorme potencial e que pode por os três municípios no mapa”.

José Pinheiro assumiu que com “a união deste triunvirato” é também uma forma de “puxar o interior e valorizar o território, dando corpo às potencialidades” dos três municípios e que os autarcas pretendem que “seja uma âncora para o turismo”, independentemente das cores políticas, “porque ninguém perguntou a que partido pertenciam”.

“Valorizarmos, por exemplo, as aldeias onde há turismo em espaço rural, como é o caso de Vale de Cambra, que tem duas classificadas como Aldeias de Portugal, a da Felgueira, onde estamos a fazer alguns investimentos, e a do Trebilhadouro, que está exclusivamente virada para o turismo”, explicou o autarca eleito pelo CDS-PP.

As aldeias têm, no entender de José Pinheiro, “um potencial adormecido que pode despertar com projetos âncora, como é o caso deste, do Eco Trilho Teixeira”, e que pode “impulsionar investimentos privados” para a requalificação do edificado e para o desenvolvimento da região.

Em São Pedro do Sul, o autarca socialista explicou que o complemento a este projeto “é o Museu de Manhouce que está, neste momento, um arquiteto a trabalhar nele, é um projeto que vai ser candidato pela Junta de Freguesia de Manhouce”, zona onde começa ou acaba o trilho.

“É daquelas obras que, independentemente da candidatura ou não, é uma obra que queremos, a junta e a câmara, efetuar. E será um complemento a este trilho com os seus cantares, os seus trajes e toda a sua cultura e queremos muito que o projeto se conclua rapidamente”, contou à agência Lusa.

 

Pode ver também

GNR – Patrulhamento de Explorações Agrícolas

Em nota informativa à Comunicação Social, a Guarda Nacional Republicana informa que a partir de …

Comente este artigo