Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Teatro Viriato recebeu a final do 3.º Concurso Internacional de Guitarra de Viseu

Teatro Viriato recebeu a final do 3.º Concurso Internacional de Guitarra de Viseu

Depois de quase vinte dias de espetáculos, chegou ao fim a décima primeira edição do Festival Internacional de Música da Primavera de Viseu. O último dia deste festival que se dedica às várias vertentes da música clássica, mas também à criação contemporânea, aconteceu no Teatro Viriato que recebeu a final do 3.º Concurso Internacional de Guitarra de Viseu.

Neste concurso, um júri internacional de sete elementos, com o eslovaco Jozef Zsapka a presidir, conduziu duas eliminatórias até reduzir os concorrentes, oriundos de países tão distantes como Canadá, Roménia, Itália, Japão, Ucrânia, França, Reino Unido e Portugal, a quatro finalistas.

O objetivo era encontrar alguns dos mais prodigiosos intérpretes neste instrumento estando em jogo 13.500€ em prémios monetários. O primeiro classificado, além de vencer 8.000€, garantiu ainda 4 espetáculos para 2019, nomeadamente no Festival de Guitarra J. K. Mertz na Eslováquia; no Festival de la guitarra de Sevilla em Espanha; no Festival Guitar´essonne  em França (2019) e ainda na próxima edição deste mesmo festival.

A noite aguacenta não se fazia sentir no interior da sala, que encheu para escutar os guitarristas, primeiro tocou o italiano Nicola Montella, segui-lhe Gian Marco Ciampa, também de Itália. Depois de um curto intervalo, tocou Taiki Matsumoto do Japão, foi o único participante do continente asiático a chegar à final. Por fim, vindo da Ucrânia, subiu ao palco Marko Topchii. Cada um dos participantes escolheu as peças a interpretarem e fizeram-no com rara destreza.

Enquanto o júri deliberou, demoradamente, foram recolhidos e contados os votos do público. Cada um dos mais de 200 espetadores deu a sua opinião e Marko Topchii recebeu o primeiro prémio da noite que viria a acumular com o primeiro lugar atribuído pelo Júri. Gian Marco Ciampa classificou-se em segundo lugar e Nicola Montella em terceiro. Taiki Matsumoto foi distinguido com uma menção honrosa.

Embora nenhum português tenha chegado à final, João Robim Rocha destacou-se nas suas interpretações e foi distinguido com o prémio de Melhor Português na competição.

Este concurso, sendo bienal, regressa apenas em 2020, mas já em 2019 tem lugar o 3.º Concurso Internacional de Piano de Viseu. Com os mesmos objetivos e prémios semelhantes, mantém-se a promessa de que Viseu continuará a acolher excelentes músicos do panorama internacional musical.

Para a memória desta edição, além desta final ficam os concertos de Mário Laginha com Pedro Burmester, de Sérgio e Odair Assad, das várias Orquestras: Orquestra XXI e Coro Gulbenkian; Orquestra Filarmonia das Beiras e Quarteto de Cordas 4GV; Orquestra Juvenil de Viseu com Coro do Conservatório e participação especial de Elisabete Matos e de tantos outros que fizeram de uma primavera sobretudo chuvosa, algo especial.

 

 

Pode ver também

Movimento “Chega” de Vila Nova de Paiva exige requalificação urbana

Habitantes ligados ao Movimento “Chega”, criado recentemente, colocaram cartazes frente ao edifício da câmara de …

Comente este artigo