Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Supercarros expostos a partir deste sábado no Museu do Caramulo

Supercarros expostos a partir deste sábado no Museu do Caramulo

O Museu do Caramulo recebe a partir deste sábado a exposição “Supercarros”, que apresenta um “alinhamento de luxo”, com modelos nunca antes vistos em Portugal.

Segundo o Museu do Caramulo, a exposição é “dedicada às criações da ‘alta-costura’ da indústria automóvel”, sobressaindo “a espetacularidade das linhas, a sofisticação mecânica e as velocidades alucinantes”.

Aquela que é a maior exposição temporária de 2019 estava a ser preparada há mais de um ano e prolonga-se até outubro.

“Esta foi a exposição mais difícil que já montámos até hoje, pela dificuldade em reunir um conjunto de automóveis tão raros e valiosos em todos os aspetos”, refere a direção do museu.

Isto porque “são modelos muito exclusivos, que raramente aparecem”, tendo sido “um grande desafio” reuni-los todos no Caramulo, “mesmo que por um curto período de tempo”, acrescenta.

O “alinhamento de luxo” começa “por aquele que é considerado o primeiro supercarro do mundo, o Lamborghini P400 SV Miúra”, e inclui também o “icónico Ferrari F40” e o “Bugatti EB110, automóvel que quebrou o jejum de quase 40 anos da casa de Molsheim”.

“A marca das flechas de prata também se faz representar com dois modelos, o Mercedes-Benz SLR e o Mercedes-AMG GT R”, refere o museu.

A exposição conta também com o “Ford GT, modelo lançado para celebrar os 40 anos do mítico GT40, o McLaren 675 LT MSO, um dos mais exclusivos modelos da marca, o Lamborghini Aventador SV e o mais potente 911 produzido pela Porsche, o GT2 RS”, acrescenta.

O Museu do Caramulo considera que uma das estrelas desta exposição será “aquele que a Ferrari apelida como o seu mais ambicioso projeto, o LaFerrari, um exclusivo e valioso modelo com 963 CV e uma velocidade máxima de 349 Km/h e do qual existe apenas um exemplar em solo português”.

De acordo com Hélio Valente de Oliveira, colaborador do Jornal dos Clássicos, os supercarros exprimem “uma paixão – ou doença, as opiniões dividem-se – de produtos muito exclusivos, completamente manufaturados e feitos por medida, a pedido e segundo as especificações de quem os adquire”.

“Exclusivos e longe de serem perfeitos, os supercarros não só proporcionam emoções raras, como também exigem dos proprietários dedicação e compromisso. Podemos dizer que, por si só, os supercarros são uma raça à parte”, considera.

O conceito de supercarro nasceu na segunda metade dos anos de 1960, em Itália, tendo a Lamborghini como a sua grande precursora.

 

Pode ver também

Desportiva de Sátão quer lutar pelos primeiros lugares do campeonato

No arranque de mais uma época de futebol do Campeonato Distrital da Divisão de Honra …

Comente este artigo