Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / São Pedro do Sul sem ambulância “é uma realidade que está a ser resolvida”

São Pedro do Sul sem ambulância “é uma realidade que está a ser resolvida”

 

A falta de médicos ontem durante toda a tarde, no Centro de Saúde de São Pedro do Sul, motivou a Comissão Política do PSD do concelho a um comunicado. Pedro Soares afirma que a “situação se tem repetido frequentemente” e que “demonstra um total desrespeito e negligência (…) para com as pessoas de São Pedro do Sul.

As principais críticas vão para o actual autarca da câmara porque consideram que não tem tido o cuidado e firmeza também para fazerem chegar uma ambulância com suporte imediato de vida à população.

Pedro Soares afirma estar farto de enganos e folclore.

Vítor Figueiredo, Presidente da Câmara de São Pedro do Sul, ironizou o comunicado do dizendo que o PSD deve andar adormecido.

O autarca admite que os problemas existem, mas não pode aceitar que digam que o assunto não esteja a ser resolvido porque há provas concretas do contrário.

Vítor Figueiredo explica a resolução do problema quanto à ambulância está do lado do INEM e quanto à contratação de médica do lado da ARS Centro.

Desde 2013, que o Serviço de Urgência Básica de São Pedro do Sul mantém esta falha. Até agora, o socorro tem sido garantido pelos bombeiros de concelhos vizinhos.

 

Na reunião de câmara de 23 de fevereiro, foi aprovada a proposta apresentada pelo executivo para o financiamento das obras de adaptação no edifício do Centro de Saúde de S. Pedro do Sul para colocação da ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV).

De acordo com o Despacho n.º 5561/2014, do Secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, todos os Serviços de Urgência Básica (SUB) devem integrar uma viatura SIV no que aos meios de emergência pré-hospitalar diz respeito.

Após diversos contactos estabelecidos com o INEM (Instituto Nacional de Emergência Médica) e com a Administração Regional de Saúde do Centro (ARS) está prevista para breve a colocação da ambulância SIV no concelho, sendo necessário efetuar obras de adaptação no Centro de Saúde para o seu funcionamento logístico e de apoio aos recursos humanos afetos a este equipamento.

Não havendo capacidade e disponibilidade imediata por parte da ARS Centro para efetuar esta intervenção, a Câmara Municipal deliberou suportar o custo das referidas obras para que a colocação da ambulância SIV seja mais célere.

 

Pode ver também

Jovem natural de Viseu morreu esfaqueado no Porto

Um jovem, com cerca de 20 anos, natural de Santa Comba Dão, morreu após ter sido …

Comente este artigo