Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Reserva Arqueológica Municipal de Viseu na casa do Miradouro

Reserva Arqueológica Municipal de Viseu na casa do Miradouro

O Município de Viseu vai constituir na Casa do Miradouro um “Polo Arqueológico de Viseu”, no qual funcionará uma Reserva Arqueológica Municipal.

Segundo o Presidente da Câmara Municipal, Almeida Henriques, “este centro arqueológico deverá estar organizado, regulamentado e reconhecido até ao final de Março de 2019, ao mesmo tempo foi também restituida a Casa do Miradouro à sua vocação histórica, destinando-a integralmente para fins culturais”.

Segundo o Vereador da Cultura e Património, Jorge Sobrado, “o Pólo Arqueológico é um desafio irresistível numa cidade histórica tão relevante como Viseu. O centro terá funções estruturantes na política patrimonial da cidade.”

De acordo com o responsável, “o centro terá por principais objetivos reunir os valores arqueológicos do concelho que se encontram atualmente muito dispersos e promover a sua salvaguarda, gestão, investigação e valorização pública, nomeadamente na oferta cultural e turística”.

Jorge Sobrado explicou que o centro será desenvolvido com cinco vocações principais: um núcleo museológico, onde será residente a Coleção Arqueológica José Coelho; a Reserva Arqueológica Municipal, com tarefas de conservação, inventário e disponibilização de espólios; um Centro de Documentação e Biblioteca Especializada; um gabinete de apoio à investigação; e um Serviço Educativo Patrimonial.

Ainda de acordo com o Presidente da Câmara, o Município irá ainda adquirir neste mês de Abril um espólio particular do arqueólogo José Coelho, entretanto descoberto. Nesse acervo, destacam-se quatro publicações inéditas do “arqueólogo-fundador” de Viseu, três cadernos de notas arqueológicas não conhecidos, desenhos técnicos originais do autor, manuscritos do século XVIII e abundante correspondência e documentação.

O espólio encontra-se a ser inventariado e estudado na Coleção Arqueológica José Coelho.

 

Pode ver também

Movimento “Chega” de Vila Nova de Paiva exige requalificação urbana

Habitantes ligados ao Movimento “Chega”, criado recentemente, colocaram cartazes frente ao edifício da câmara de …

Comente este artigo