Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / PSD Viseu: Corte nos apoios à cultura pode leva a despedimentos

PSD Viseu: Corte nos apoios à cultura pode leva a despedimentos

Na sequência do descontentamento manifestado pelos agentes culturais, após a divulgação dos resultados provisórios do concurso da Direção Geral das Artes 2018, os deputados do PSD, eleitos pelo circulo eleitoral de Viseu, reuniram com a ACERT, o Teatro Viriato e a companhia de Dança Paulo Ribeiro para melhor identificar o impacto do concurso no funcionamento destas instituições.

Deste encontro, salienta Pedro Alves do PSD Viseu, que foi com enorme surpresa e preocupação de todos os agentes culturais reagiram ao resultado final do concurso.

Independentemente da condição individual de cada um, o desfecho foi inesperado, uma vez que, durante o processo da construção legislativa do novo modelo, em que todos deram o seu contributo, nada indiciava este desfecho.

Pedro Alves deputado do PSD Viseu, diz que os cortes da área da cultura, no distrito são significativos, a ACERT, por exemplo, vai sofrer um corte nos apoios em mais de 40%.

Pedro Alves, salienta que estes cortes vão pôr em causa o funcionamento das companhias de teatro no distrito de Viseu.

Os cortes entre os 23% e os 41%, para além de colocarem em causa as atividades de criação e de programação, poderão também, diz Pedro Alves, ter impactos negativos ao nível do emprego, com despedimentos, e da economia local/nacional, já que cerca de 30% dos apoios acaba por ser investido nos concelhos onde estão sediadas.

Os deputados do PSD Viseu já manifestaram a sua solidariedade com as reivindicações feitas em audiência de interessados, esperando o PSD, a reversão dos resultados provisórios.

 

Pode ver também

Movimento “Chega” de Vila Nova de Paiva exige requalificação urbana

Habitantes ligados ao Movimento “Chega”, criado recentemente, colocaram cartazes frente ao edifício da câmara de …

Comente este artigo