Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / PSD Viseu: Corte nos apoios à cultura pode leva a despedimentos

PSD Viseu: Corte nos apoios à cultura pode leva a despedimentos

Na sequência do descontentamento manifestado pelos agentes culturais, após a divulgação dos resultados provisórios do concurso da Direção Geral das Artes 2018, os deputados do PSD, eleitos pelo circulo eleitoral de Viseu, reuniram com a ACERT, o Teatro Viriato e a companhia de Dança Paulo Ribeiro para melhor identificar o impacto do concurso no funcionamento destas instituições.

Deste encontro, salienta Pedro Alves do PSD Viseu, que foi com enorme surpresa e preocupação de todos os agentes culturais reagiram ao resultado final do concurso.

Independentemente da condição individual de cada um, o desfecho foi inesperado, uma vez que, durante o processo da construção legislativa do novo modelo, em que todos deram o seu contributo, nada indiciava este desfecho.

Pedro Alves deputado do PSD Viseu, diz que os cortes da área da cultura, no distrito são significativos, a ACERT, por exemplo, vai sofrer um corte nos apoios em mais de 40%.

Pedro Alves, salienta que estes cortes vão pôr em causa o funcionamento das companhias de teatro no distrito de Viseu.

Os cortes entre os 23% e os 41%, para além de colocarem em causa as atividades de criação e de programação, poderão também, diz Pedro Alves, ter impactos negativos ao nível do emprego, com despedimentos, e da economia local/nacional, já que cerca de 30% dos apoios acaba por ser investido nos concelhos onde estão sediadas.

Os deputados do PSD Viseu já manifestaram a sua solidariedade com as reivindicações feitas em audiência de interessados, esperando o PSD, a reversão dos resultados provisórios.

 

Pode ver também

Carlos Santiago autarca de Sernancelhe nomeado membro suplente do Comité das Regiões

Através da Resolução do Conselho de Ministros, o Governo Português propôs ao Conselho da União …

Comente este artigo