Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / PSD Viseu considera preocupante a verba disponível para manutenção da rede viária

PSD Viseu considera preocupante a verba disponível para manutenção da rede viária

A Comissão Política Distrital do PSD/Viseu considera preocupante e muito pouco o anúncio de cerca de 107 milhões de euros para a realização da manutenção corrente da rede de estradas da responsabilidade do estado central, em todo o país, nos próximos três anos.

O valor anunciado fica muito aquém daquele que, normalmente era executado pelas Infraestruturas de Portugal (I.P.), mesmo durante o período da Troika. Trata-se, portanto, de um corte inaceitável, incompreensível e desajustado das necessidades, refere o PSD Viseu em comunicado

A verdade é que salienta a Comissão Política Distrital do PSD/Viseu, que durante estes três anos de governo da geringonça, apesar dos alertas e denúncias do PSD para os cortes nos orçamentos das I.P., a manutenção das estradas foi praticamente inexistente, levando a um estado de degradação que coloca em causa a segurança das pessoas.

Perante esta negligência intencional, exigia-se ao Governo um reforço de verbas e não um corte como o que agora é anunciado dizem os sociais-democratas.

No que respeita à verba de 6 milhões para manutenção corrente das vias no distrito de Viseu, em primeiro lugar, a Comissão Política Distrital do PSD/Viseu. Questiona para onde foi desviado o investimento que era devido aos territórios?

O PSD Viseu recorda que existe um plano de investimentos de proximidade previsto e aprovado pelas I.P. para o Distrito de Viseu (2015-2019) no valor de 32 milhões de euros que está por executar.

Para que se tenha noção da fala em falta de investimento no distrito de Viseu, o PSD de Viseu, basta recordar o valor previsto para a requalificação da ER 225 em Castro Daire e a variante de Fontelo em Armamar, são 5 milhões de euros.

O PSD aponta também a falta de investimento na EN 229 (Viseu-Sátão), da requalificação do antigo troço do IP5, da ligação das termas de São Pedro do Sul a Vouzela

Este anúncio é mais um sinal de que o governo já está em campanha eleitoral, diz o PSD Viseu que reforça ainda a posição que o governo da geringonça nos últimos três anos, foram os de menor investimento público de sempre, em Portugal e na região de Viseu.

 

Pode ver também

Bloco de Esquerda Defende Centro Interpretativo do Estado Novo Factual

Com a representação de elementos da Comissão Coordenadora Distrital de Viseu e do Núcleo de …

Comente este artigo