Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Produção de cereja atrasada três semana

Produção de cereja atrasada três semana

A colheita de cereja no norte do distrito de Viseu está atrasada cerca de três semanas devido às condições climatéricas, mas produtores de Resende e de Lamego garantem que haverá fruto à venda em quantidade e com qualidade.

“O concelho de Resende vai produzir cereja com boa qualidade e em quantidade, se não vier chuva que a estrague”, disse à agência Lusa o produtor Rogério Silva, que tem cerca de 15 hectares de terrenos com cerejeiras.

Segundo o produtor, a cereja mais afetada foi a das quintas situadas nas zonas ribeirinhas, que é a primeira a florescer.

Opinião semelhante tem Ricardo Simões, presidente da associação Amijóia – Amigos e Produtores da Cereja da Penajóia, segundo o qual, “este ano, a colheita está atrasada cerca de três semanas, em comparação com um ano normal”.

“Este atraso deve-se a chuvas que houve na altura da floração e ao frio, que levou a que atrasasse toda a produção de cereja”, salienta Ricardo Simões.

Ricardo Simões garantiu à Lusa que o fruto não vai faltar na Montra da Cereja da Penajóia, que se realiza nos dias 26 e 27, na cidade de Lamego.

A mostra, que é organizada pela Amijóia e vai na oitava edição, realiza-se este ano mais tarde precisamente devido ao atraso verificado na colheita de cereja, na sequência das condições climatéricas atípicas.

Em Resende, o Festival da Cereja está marcado para 02 e 03 de junho, estando prevista a presença de mais de cem produtores.

O Festival da Cereja teve a sua primeira edição em 2002 e foi-se afirmando como um evento de referência nacional na promoção deste fruto.

 

Pode ver também

Festejos de São João com chuva e trovoada

Os festejos do São João, na próxima noite de sábado e no domingo vão contar …

Comente este artigo