Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Processos de Penalva para Mangualde é “mentira perfeita” de uma “campanha eleitoral”
Autarca Alexandre Vaz / Fotografia de: AliveFm/ M. Azevedo Fotografia

Processos de Penalva para Mangualde é “mentira perfeita” de uma “campanha eleitoral”

Helena Ribeiro, Secretária de Estado Adjunta e da Justiça, não deixou dúvidas (quando afirmou numa conferência de imprensa na última segunda-feira em Penalva do Castelo) de que os processos judiciais desse mesmo concelho iam regressar ao Tribunal de Mangualde e que Sátão passaria a ter apenas um Juiz de Proximidade. O autarca de Sátão é que ficou surpreendido com tamanho anúncio. Havia a promessa de ser o primeiro a saber se tal viesse a acontecer, mas ficou por cumprir.

Para Alexandre Vaz, todo este esquema é fácil de definir. Trata-se apenas e só de uma lamentável “campanha eleitoral”.

Alexandre Vaz não acredita que os processos passem para Penalva do Castelo em setembro do próximo ano porque tal decisão exigia que a Ministra informasse o presidente da Câmara de Sátão.

E tal não aconteceu. Para o autarca resume-se a uma “mentira perfeita” e garante ainda que nunca foi contactado pela Secretária de Estado. Adianta mais… que tudo o que foi dito na conferência em Penalva do Castelo “não corresponde à verdade”.

As afirmações da secretária, e numa altura destas, “ficam-lhe muito mal”.

O autarca Alexandre Vaz não tem dúvidas que tudo não passe de “show-off” numa pré-campanha política do Presidente de Penalva do Castelo [Francisco Carvalho].

Lembramos que antes da entrada em vigor do mapa judiciário aprovado em 2014 a jurisdição sobre a área do concelho de Penalva do Castelo cabia à comarca de Mangualde.

A partir de 2014, com o mapa judiciário então aprovado, as populações de Penalva do Castelo passaram a ter de recorrer à instância local de Sátão. Com as alterações ao mapa judiciário efetuadas em 2016, o concelho de Penalva do Castelo não passou a estar abrangido na secção de competência genérica com sede em Mangualde, mas permaneceu em Sátão.

Com esta reforma, Sátão ficou assim com Vila Nova de Paiva, Penalva do Castelo e Sátão. Decisão que motivou o protesto da autarquia de Penalva.

Notícias relacionadas:

Sátão vai deixar de “ter tribunal” e passa a contar com um juiz de proximidade

Alexandre Vaz (PSD) critica Francisco Carvalho (PS) devido ao Tribunal de Sátão

Penalva do Castelo ligado à instância local de Sátão não agrada à maioria

Penalva poderá vir a pertencer à Comarca de Mangualde

 

Pode ver também

Em Vila Nova de Paiva Governo garantiu que não vai encerrar nenhum posto da GNR

Na assinatura do protocolo de colaboração do contrato interadministrativo, entre a câmara de Vila Nova …

Comente este artigo