Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / PJ investiga ex-comandante dos Bombeiros de Penedono

PJ investiga ex-comandante dos Bombeiros de Penedono

São transações de milhares de euros pelo menos ao longo de 4 anos, todas envolvem o ex-comandante que exerceu as funções durante 18 anos e ao mesmo tempo fazia parte da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Penedono e chegou mesmo a ocupar o cargo de vice-presidente técnico.

A fatura mais elevada é refente à compra de um carro para combate a fogos em áreas urbanas e de equipamento de neve no valor de 211 mil euros.

Dinheiro pago pelo estado através de fundos comunitários, um negocio pouco transparente segundo documentos que a Antena 1 teve acesso.

Num dos registos da empresa Luís Figueiredo firma de Aveiro, que vende material aos bombeiros, além deste veiculo que custou cerca de 181 mil euros, consta também um outro carro para combater fogos, no valor de 21 mil euros, mas que é omitido na fatura que a empresa passou e que foi enviada para a Autoridade Nacional de Proteção Civil.

O veículo mais pequeno, há cinco anos que consta no relatório de contas da Associação, como estando em situação irregular, existe a fatura mas não há recibo, está em nome dos Bombeiros de Penedo e foi homologado pela Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Os dois sócios da empresa Luís Figueiredo, garantem que o veículo de 21 mil euros está por pagar.

No mesmo relatório, da venda do carro que foi comparticipado pelo “Programa Operacional Temático para a Valorização do Território” está escrito que os Bombeiros de Penedono, entregaram à Luís Figueiredo, material de combate a incêndios no valor de 8 mil e 200 euros, para desconto do carro de 21 mil euros.

Negócios pouco transparentes, que levaram a direção da Associação Humanitária dos Bombeiros de Penedono a apresentar queixa no Ministério Publico, realçou à Antena 1, José Maria Silva.

José Maria Silva presidente da direção da associação tomou posse em janeiro do ano passado, explica porque não renovaram a comissão de serviço com comandante António Nogueira.

O presidente da Liga Portuguesa de Bombeiros, Jaime Marta Soares confrontado com os negócios alegadamente fraudulentos feitos pelo comandante António Nogueira, diz que cabe à direção fazer toda a gestão financeira da Associação e não o comandante.

António Nogueira ex-comandante do Bombeiros de Penedono, está a ser investigado pelo Ministério Publico alegadamente pelos crimes de participação económica em negócio e abuso de poder.

Créditos Antena 1

 

Pode ver também

Borges da Silva declara estado de emergência para Nelas por causa da falta de água

Borges da Silva adiantou à TSF que vai declarar estado de emergência para Nelas por …

Comente este artigo