Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / No Dia do Amor, “Plataforma Já Marchavas” Lembrou em Viseu, que há Muitas Rosas com Espinhos

No Dia do Amor, “Plataforma Já Marchavas” Lembrou em Viseu, que há Muitas Rosas com Espinhos

A Plataforma Já Marchavas promoveu, no dia 14 de fevereiro, conhecido como Dia dos Namorados, a distribuição simbólica de flores de papel pelas escolas de Viseu (Profissional Mariana Seixas, Secundária Alves Martins, Secundária Viriato, Secundária Emídio Navarro e Básica Grão Vasco). A iniciativa decorreu com o apoio de estudantes.

As flores manufacturadas, feitas de papel reciclado de jornais, símbolo de todas as notícias de violência e de normalização de comportamentos opressores, e com frases alerta sobre violência no namoro, serviram de mote para lembrar que o amor não se celebra apenas neste dia e sim ao longo de todo o ano.

As frases desconstroem situações muitas vezes vistas como normais, mas que na verdade podem estar no caminho da violência. Flores e chocolates não podem fazer esquecer que só em 2019 morreram cerca de 30 mulheres em contexto de violência doméstica, ou que o Estudo Nacional sobre a Violência no Namoro (2019) da UMAR mostra que a juventude (67%) considera normal pelo menos um tipo de violência, números de uma realidade preocupante.

A Já Marchavas considera fundamental desconstruir esta normalidade, começando pelas camadas mais jovens, por isso escolheu o 14 de Fevereiro para lembrar que muitas rosas têm espinhos, dando início a uma série de iniciativas no caminho para o dia Internacional das Mulheres.

No dia 8 de Março Viseu voltará a estar no mapa das cidades que por todo o mundo participam no movimento da Greve Feminista Internacional. Ocorrerá uma concentração com lanche partilhado, momentos culturais e microfone aberto, no Jardim Tomás Ribeiro (Rossio – Viseu) com início às 16 horas.

 

Pode ver também

Covid-19: António Cabrita Grade diretor dos Centros de Saúde Dão Lafões está nos cuidados intensivos

António Cabrita Grade está nos cuidados intensivos do Hospital de Viseu e nas últimas horas …

Comente este artigo