Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Incentivos à reabilitação de edifícios no Centro Histórico são renovados este ano
projetobar

Incentivos à reabilitação de edifícios no Centro Histórico são renovados este ano

A Câmara Municipal de Viseu aprovou hoje, a renovação do programa para a regeneração de edifícios na Área de Reabilitação Urbana de Viseu, que inclui o Centro Histórico, a Cava de Viriato e a zona da Ribeira.

“Atendendo à elevada adesão de moradores e investidores a este programa e aos seus impactos muito positivos na revitalização do Centro Histórico, a Câmara Municipal dá continuidade a um regime de incentivos que, só em 2015, beneficiou 36 operações de reabilitação”, justificou o Presidente da Câmara, Almeida Henriques.

“O Município não se substitui a proprietários e a investidores, mas facilita a iniciativa e o investimento. A cidade ganha e muito com a reabilitação do edificado privado. É a atratividade e a imagem, o ambiente e a qualidade de vida que saem reforçadas”, sublinha o autarca.

Neste programa, incluem-se apoios à recuperação de fachadas, com um incentivo de seis euros por metro quadrado, e a isenção de taxas, de licenças e quaisquer formalidades administrativas para obras de reparação e pintura de fachadas, portas e janelas, que não impliquem a alteração da traça do edifício.

Na mesma reunião o executivo de Almeida Henriques aprovou a atribuição de mais 15 mil euros à reabilitação de quatro imóveis no Centro Histórico, assim como o desenvolvimento de um projeto paisagístico e de arranjos exteriores, tendo nomeadamente em vista melhorar o ambiente urbano e potenciar a marca da “Cidade-Jardim”.

É de realçar que a Câmara Municipal de Viseu aprovou a construção e exploração de um restaurante-bar com esplanada para o Parque Urbano de Santiago, pelo período de 15 anos. A estrutura é pré-fabricada e não definitiva.

Para o Almeida Henrqies, “esta é uma âncora muito qualificada que vamos fixar num parque que carece de atratividade ao longo do ano e de um serviço de bar e restauração de qualidade”. O Município terá ainda um encaixe financeiro anual de 5400 euros.

Na reunião, foram também aprovados 11 mil euros de apoios sociais a famílias carenciadas do concelho, para habitação e despesas de saúde urgentes. “A solidariedade deve ser um exercício regular e urgente. A Câmara continuará empenhada em socorrer famílias carenciadas em situação de emergência”, justificou Almeida Henriques.

A Câmara Municipal de Viseu aprovou ainda, na sessão, a criação de um pacote de 225 mil euros de apoio à dinamização de atividades socioculturais nas Freguesias, no contexto da aposta na coesão territorial do concelho e da promoção das identidades culturais locais.

As deliberações do Executivo Municipal passaram ainda pela aprovação de um contrato de doação ao Município de Viseu do espólio documental privado que constitui a biblioteca de Gilberto Carvalho, ilustre jornalista viseense da primeira metade do século XX.

“O Município fica mais rico e garante a proteção, preservação e o acesso a este património, que inclui um vasto número de exemplares de edições históricas e primeiras edições de literatura”, destacou o Presidente da Câmara.

Primeiras edições autografadas de Aquilino Ribeiro e Camilo Castelo Branco são particularmente relevantes neste espólio.

 

Pode ver também

psp

Jovem de 16 anos regressa a instituição pela mão da PSP depois de ter fugido

A PSP de Viseu deteve uma mulher de 33 e um homem de 40 anos de idade, por resistência, …

Comente este artigo