Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Local / Extinto o procedimento criminal de “Palito” por violência doméstica

Extinto o procedimento criminal de “Palito” por violência doméstica

Manuel Baltazar, homicida conhecido por ‘Palito’, viu ser extinto o procedimento criminal, no Tribunal de S. João da Pesqueira, por violência doméstica e por violar medidas que o impediam de se aproximar da ex-mulher.

O coletivo de juízes entende que esses factos já foram analisados no processo em que o homem foi condenado, em Viseu, à pena máxima de 25 anos por matar a tiro a ex-sogra e a tia da mulher e pela tentativa de homicídio da ex-mulher e da filha. ”

Ninguém pode ser julgado duas vezes pelos mesmos factos”, explicou o juiz-presidente, dando por extinto o procedimento criminal no que àqueles casos dizia respeito.

O entendimento do tribunal é que, apesar de não ter sido julgado diretamente pelos crimes de violência doméstica e da violação das medidas restritivas, os mesmos factos foram abordados e estavam incluídos no julgamento pelos homicídios – matou, a tiro de caçadeira, em Valongo dos Azeites, Elisa Barros e Maria Lina Silva, tia e mãe da ex-companheira, ferida, tal como a filha – de abril de 2014, que deram a pena máxima.

Neste processo, o homem, de 62 anos, estava acusado de episódios anteriores às mortes, incluindo um, em setembro de 2013, em que agrediu a mulher, quando já estava sob vigilância eletrónica depois de condenado a quatro anos de pena suspensa. Manuel ‘Palito’ tem ainda pendente um processo de posse ilegal de arma, em Moimenta da Beira, e que poderá ter o mesmo resultado do de ontem.

CM

 

Pode ver também

Autarca de Sátão reuniu com Ministra da Justiça

Já depois de ter tomado posse como presidente da Câmara de Sátão, Paulo Santos, reuniu …

Comente este artigo