Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Local / Ex-gerente do BPI de Oliveira de Frades condenado a 5 anos de pena suspensa

Ex-gerente do BPI de Oliveira de Frades condenado a 5 anos de pena suspensa

O Tribunal de Viseu condenou esta quinta-feira um ex-gerente do BPI de Oliveira de Frades, que estava acusado de ter desviado mais de 600 mil euros do banco onde trabalhava, a uma pena suspensa de cinco anos de cadeia.

António Vieira foi condenado a quatro anos de cadeia pelo crime de abuso de confiança de forma continuada e a dois anos de prisão pelo crime de falsificação de documentos qualificada e continuada, o que perfaz um cúmulo jurídico de cinco anos de cadeia.

Em virtude de a pena única não ser superior a cinco anos, ter ocupação profissional fora do ramo bancário e atendendo a que o arguido deu garantias reais, por possuir bens pessoais superiores aos danos causados, o tribunal entendeu proceder à suspensão da execução da pena.

Durante a leitura do acórdão, que decorreu esta quinta-feira à tarde, a presidente do coletivo de juízes sublinhou que apesar de a pena ter sido suspensa, António Vieira terá a obrigação de pagar 600 mil euros em cinco ‘tranches’ de 120 mil euros por ano.

“Caso não cumpra as metas, de pagar todos os anos 120 mil euros ao BPI, a pena será revogada e terá de cumprir os cinco anos de cadeia”, advertiu.

A presidente do coletivo de juízes destacou que o tribunal deu como provados todos os factos da acusação e que o ex-gerente do BPI de Oliveira de Frades forjou documentos com assinaturas e efetuou transferências de clientes para a sua conta.

“Ponderando os factos, a gravidade dos mesmos é elevada, devido às quantias elevadas e ao prejuízo causado elevado.

São factos graves e muito reprovados na sociedade”, acrescentou.

Apesar de evidenciar a gravidade dos factos, o tribunal de Viseu justificou ainda, que com a suspensão da pena, António Vieira fica em melhores condições de reparar o dano causado, uma vez que é empresário, com sociedade em várias empresas.

CM

 

Pode ver também

Em Vila Nova de Paiva Governo garantiu que não vai encerrar nenhum posto da GNR

Na assinatura do protocolo de colaboração do contrato interadministrativo, entre a câmara de Vila Nova …

Comente este artigo