Download http://bigtheme.net/joomla Free Templates Joomla! 3
Home / Notícias / Deputados do PSD “convencidos que algo de grave se terá passado” no Centro Hospitalar de Viseu

Deputados do PSD “convencidos que algo de grave se terá passado” no Centro Hospitalar de Viseu

Os deputados do PSD Viseu, foram surpreendidos com as recentes notícias que denunciam graves carências de equipamentos, como o mamógrafo, e de médicos em algumas especialidades clínicas, no Centro Hospitalar Tondela – Viseu (CHTV).

Os deputados não compreendem o motivo do agravamento da situação em tão curto espaço de tempo, há menos de 2 meses, os sociais-democratas reuniram com o conselho de administração, onde questionam a necessidade da realização de investimentos em renovação e aquisição de equipamentos e, ao invés do que hoje é denunciado pelos médicos, o presidente do conselho de administração que acumula as funções de diretor clínico, afirmou que não havia qualquer problema, como salientou Pedro Alves, deputado do PSD Viseu.

Os deputados do PSD Viseu exigem ao presidente do conselho de administração do CHTV uma clarificação destes episódios.

Perante a situação os Sociais-democratas pretendem saber quando é que o presidente do conselho de administração e diretor clínico do CHTV teve conhecimento destes factos e que procedimentos desencadeou para os ultrapassar e quando os efetivou.

Pedro Alves diz que os utentes não podem ficar limitados no acesso à saúde, por falta de capacidade financeira do centro hospitalar em realizar os investimentos necessários.

Em comunicado os deputados do PSD Viseu dizem estar “convencidos que algo de grave se terá passado” para agravar as condições denunciadas pelos médicos, os social-democratas dizem ainda, “não acreditar que o presidente do conselho de administração não ocultaria tão graves problemas a representantes de um órgão de soberania e representantes do povo.”

 

Pode ver também

Prisão preventiva para o jovem que matou ex namorado

O jovem que matou o ex-namorado à facada no Porto confessou o crime e foi …

Comente este artigo